Brasil

Grávidas e mães de recém-nascidos passam a fazer parte do grupo de risco do coronavírus

Antes, apenas a gestação de alto risco era considerada mais vulnerável

Publicado em 10/04/2020 13:45 Atualizado em 26/11/2020 21:54
logo
Por Redação Portal T5
Grávidas e mães de recém-nascidos passam a fazer parte do grupo de risco do coronavírus

Gestantes e mães de recém-nascidos foram incluídas pelo Ministério da Saúde no grupo de risco para contaminação pelo coronavírus. Além de idosos, também integram o grupo pessoas com cardiopatia, diabetes, pneumomatia, doença neurológica, doença renal, imunodepressão, obesidade, asma, doença hematológica, doença hepática e síndrome de Down.

Antes, apenas a gestação de alto risco era considerada condição para desenvolver o coronavírus, mas agora a pasta considera que grávidas e puérperas são também mais vulneráveis a infecções em geral, podendo ser também pelo covid-19.

Para a Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp), evidências científicas não mostram que gestantes têm maior risco que o restante da população. Ainda assim, o grupo é orientado a seguir as medidas de prevenção, como lavar as mãos com água e sabão, passar álcool gel, não compartilhar objetos pessoas e evitar aglomerações. 

Veja também:

Montagem da estrutura do Hospital de Campanha é finalizada

nesta sexta-feira (10)

“Levei um soco no rosto”: comerciante denuncia abordagem

agressiva da PM na Paraíba

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play