Paraíba

Grávidas devem receber 2ª dose da AstraZeneca 45 dias após o parto

Imunização pode ultrapassar 90 dias de intervalo entre as duas doses

Publicado em 30/06/2021 06:40 Atualizado em 30/06/2021 09:20
logo
Por Dennison Vasconcelos
Grávidas devem receber 2ª dose da AstraZeneca 45 dias após o parto

(Foto: Dayse Euzébio/Secom-JP)

As gestantes que receberam a primeira dose da AstraZeneca contra a Covid-19, na Paraíba, antes da proibição da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), devem completar a imunização com a vacina do mesmo fabricante 45 dias após o parto, ou seja, depois do puerpério. Nesses casos, a imunização pode ultrapassar 90 dias de intervalo entre as duas doses.

Na Paraíba, segundo informe técnico, 1.125 doses de AstraZeneca foram aplicadas em grávidas até o dia 19 de maio deste ano. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), não há casos de eventos adversos graves entre as imunizadas.

Atualmente, na Paraíba, a vacinação das grávidas e puérperas é condicionada a prescrição médica após avaliação individualizada de risco. Ela podem receber imunizantes Sinovac/Butantan ou Pfizer/Wyeth.

+ Secretaria de Saúde acompanha grávidas que tomaram vacina Astrazeneca suspensa pela Anvisa

Nessa terça-feira (29), a cidade do Rio de Janeiro (RJ), decidiu pela intercambialidade, quando a imunização é finalizada com outro tipo de imunizante. Nesses casos, as grávidas que completarem 90 dias de intervalo da primeira aplicação da AstraZeneca vão receber a segunda dose da Pfizer. Essa decisão é contrária a recomendação do Ministério da Saúde.

Por que a AstraZeneca foi suspensa para grávidas?

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) recebeu a noficação da morte de uma gestante, de 35 anos, após a administração da vacina AstraZeneca em 10 de maio. Trata-se de um evento ocorrido em uma mulher no estado do Rio de Janeiro. O caso é avaliado pela Câmara Técnica Assessora em Farmacovigilância de Vacinas e outros Imunobiológicos (CTAFAVI). Após esse caso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária emiu nota solicitando a interrupção da vacinação de gestantes com uso da vacina.

Quando procurar um médico?

De acordo com a Secretaria de Saúde, as gestantes e puérperas que já se imunizaram com a vacina da AstraZeneca devem procurar atendimento médico imediato se apresentarem um dos seguintes sintomas, entre 4 e 28 dias após a vacinação. Veja:

  • Falta de ar;
  • dor no peito;
  • inchaço na perna;
  • dor abdominal persistente;
  • sintomas neurológicos, como dor de cabeça persistente e de forte intensidade, borrada, dificuldade na fala ou sonolência;
  • pequenas manchas avermelhadas na pele além do local em que foi aplicada a vacina.

Óbitos

Até o último mês, 16 gestantes morreram por Covid-19, entre 391 casos confirmados desde o início da pandemia, conforme a SES.

Fique por dentro:

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play