Paraíba

'Fugiram por medo de linchamento', diz advogado dos suspeitos de atropelamento com vítimas na Paraíba

“Com medo da integridade física, eles resolveram correr”, afirmou o responsável pela defesa dos suspeitos.

Publicado em 03/10/2019 12:14 Atualizado em 18/11/2020 11:10
logo
Por Redação Portal T5
'Fugiram por medo de linchamento', diz advogado dos suspeitos de atropelamento com vítimas na Paraíba

O local do acidente foi isolado pela polícia
O local do acidente foi isolado pela polícia Foto: Reprodução/TV Tambaú

Em

entrevista coletiva à imprensa no início da tarde desta

quinta-feira (3) o advogado João Barbosa, responsável pela defesa

dos homens suspeitos da autoria do atropelamento que culminou com a

morte de três pessoas na cidade de Areira, no Brejo paraibano, os

homens fugiram após o incidente pelo medo de ‘linchamento’.

+ Saiba quais são os 20 participantes de 'Masterchef: A Revanche'

Eles

tentaram prestar socorro. Ficou bem claro isso no inquérito. Ligaram

pra o Samu, tentaram ver. Mas, como se aglomerou muita gente e o

local era muito perto da residência das vítimas e o pessoal começou

a dizer que ia haver linchamento. Eles, assustados, com medo da

própria integridade física, resolveram correr”, afirmou João.

Os dois suspeitos se apresentaram na manhã desta quinta-feira (3), na Central de Polícia de Campina Grande. O acidente aconteceu no dia 22 de setembro.

Segundo

o advogado, o condutor do veículo trabalha como vigilante na cidade

de Solânea. Já o dono do veículo é caminhoneiro. Ainda segundo o

relato, os dois teriam passado o dia em um sítio onde o dono do

carro ingeriu bebida alcoólica. Em função disso, teria entregue o

veículo ao amigo, que supostamente não teria bebido na ocasião.

No

retorno para casa, ao chegar em uma ladeira o veículo teria ficado

com ‘freio duro’, fazendo com que o condutor perdesse o controle

ao passar rápido por um quebra-molas. Na tentativa de desviar de um

carro, ele teria atingido algumas residências na área e as vítimas.

Ao todo, cinco pessoas foram atingidas, com o impacto, Ray João de Lima Santos, 10 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente. Laudecir Cruz do Nascimento, 34 anos, ainda foi socorrida para o hospital da cidade, mas morreu pouco após receber os primeiros atendimentos

Na última quinta-feira (26), o Hospital de Trauma de Campina Grande confirmou a morte cerebral da menina de 6 anos que estava internada desde o dia do ocorrido

Demora

para se apresentarem

Eles

estavam com medo. Com muito medo de haver represálias por parte dos

familiares e por parte de outras pessoas. Esse tipo de caso causam

clamor público grande e as pessoas ficam com medo de sua própria

integridade física”, completou o advogado.

Leia

também: Concurso

do Senado é autorizado e salários chegam a R$ 32 mil

+ Agricultura

suspende 33 marcas de azeite por adulteração; veja lista

+ Recife

poderá receber voos da empresa low cost Flybondi 

+ Empresa

aérea vai ofertar passagens 40% mais baratas e venderá mandioca

frita em voos

+ Anitta

vai gravar música com cantor angolano

+ Band

divulga detalhes da nova edição do 'MasterChef' e revela alguns

participantes

+ No

dia do Anjo da Guarda, veja quatro ensinamentos do Papa Francisco

+ Ivete

Sangalo surge loira e recebe chuva de elogios

+ Stranger

Things' ganha nova temporada e Netflix assina contrato com os

criadores

Siga

nosso Instagram Facebook e

fique bem informado!

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play