Política

Flávia Arruda pede afastamento da chefia da Secretaria de Governo

A justificativa, publicada no Diário Oficial da União, é para cuidar de assuntos pessoais

Publicado em 14/01/2022 10:25
logo
Por Redação Portal T5
Arruda foi alvo do Centrão por suposto atraso de despachos de requisições dos parlamentares no orçamento paralelo.

Arruda foi alvo do Centrão por suposto atraso de despachos de requisições dos parlamentares no orçamento paralelo. (Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil)

A ministra Flávia Arruda, chefe da Secretaria de Governo, ministério do Palácio do Planalto responsável pela articulação política, pediu afastamento do cargo nesta sexta-feira (14). A justificativa publicada no Diário Oficial União (DOU) é para "tratar de assuntos particulares". Segundo o despacho do presidente, a ministra vai se afastar do cargo no período de 13 a 21 de janeiro. 

Arruda é alvo do Centrão por suposto atraso de despachos de requisições dos parlamentares no orçamento paralelo. Integrante do PL e ex-presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO) na Câmara, a deputada licenciada Flávia Arruda coordenou a elaboração do Orçamento de 2021 e deixou o comitê para assumir a vaga no Palácio do Planalto.

No entanto, ao não cumprir acordos com parlamentares do Centrão, a rachadura no governo se abriu e o governistas pedem a saída de Arruda.

O presidente Jair Bolsonaro (PL), logo após receber alta do hospital Vila Nova Star, afirmou que não iria demitir a ministra. "Agora onde a Flávia Arruda está errada? Desconheço. Se por ventura estiver errando, eu chamo e converso com ela. Ela não será demitida jamais pela imprensa", disse Bolsonaro.

Veja mais:

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play