Brasil

Fiocruz divulga previsão de vacina para 130 milhões de brasileiros em 2021

Meta é vacinar 65 milhões ainda no primeiro semestre

Publicado em 23/11/2020 15:09 Atualizado em 12/12/2020 02:06
logo
Por Redação Portal T5

O vice-presidente de produção e inovação em saúde da Fiocruz, Marco Kriger, afirmou nesta segunda-feira (23), em entrevista à Globo News que a fundação pretende vacinar 130 milhões de brasileiros no ano que vem, sendo 65 milhões no primeiro semestre e outras 65 milhões no segundo semestre.

 A Fiocruz possui um acordo de transferência de tecnologia com a AstraZeneca, farmacêutica parceira da Universidade de Oxford, cuja vacina terá duas doses e tem cerca de 90% de eficácia, segundo resultados preliminares divulgados também nesta segunda-feira.

“Nós estaríamos prevendo no primeiro semestre termos 100 milhões de doses para oferecermos 2 doses para 50 milhões de cidadãos no Brasil, e vamos poder chegar já no primeiro semestre a duas doses e 65 milhões de brasileiros. E no segundo semestre, com a produção 100% nacional da vacina na Fundação Oswaldo Cruz, chegaremos a outros 65 milhões, então o total de 130 milhões de brasileiros [que poderão ser vacinados]", afirmou Kriger.

De acordo com testes feitos, há maior eficácia quando a vacina é administrada em meia dose seguida de uma dose completa, com intervalo de pelo menos um mês. Na prática, com a dose menor na primeira aplicação da vacina, mais pessoas poderão ser vacinadas num intervalo menor. Ou seja, será possível vacinar mais pessoas do que o previsto inicialmente pelas entidades.

A vacina da Oxford é uma das quatro que estão em testes de fase 3 no Brasil, As outras candidatas em testes no país são as da Pfizer/BioNTech, da Sinovac (CoronaVac) e da Johnson & Johnson.


icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar