Política

Exécito não vai punir Pazuello por participar de ato político com Bolsonaro

O processo disciplinar foi arquivado

Publicado em 03/06/2021 16:29 Atualizado em 03/06/2021 16:44
logo
Por Redação Portal T5
Exécito não vai punir Pazuello por participar de ato político com Bolsonaro

(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O Exército não vai punir o general e ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello por participação em ato político ao lado do presidente Jair Bolsonaro, no último dia 23, no Rio de Janeiro. A decisão foi informada nesta quinta-feira (3).

O processo disciplinar foi arquivado e, segundo a corporação, "não restou caracterizada a prática de transgressão disciplinar" por parte de Pazuello.

De acordo com o Regulamento Disciplinar do Exército e o Estatuto das Forças Armadas é proibida a participação de militares da ativa em manifestações políticas. No evento, que aconteceu no dia 23 de maio, ex-ministro chegou a subir em um trio elétrico com o presidente e fazer um discurso. O descumprimento de tal regra poderia provocar punição para Pazuello de advertência a prisão.

Bolsonaro, além de militar da reserva, é o comandante em chefe das Forças Armadas, isto é, superior ao comandante do Exército.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play