Alagoas

Empresas suspeitas de fraudes fiscais são alvo de operação em Alagoas

Empresas envolvidas efetuaram grande volume de vendas sem a emissão de documentos fiscais, dentre outros crimes

Publicado em 10/12/2019 09:02 Atualizado em 27/11/2020 03:14
logo
Por Redação Portal T5
Empresas suspeitas de fraudes fiscais são alvo de operação em Alagoas

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) deflagrou nesta terça-feira (10) a Operação "Senhor

do Sol", para combater fraudes fiscais em municípios do Agreste. Por ordem da 17ª Vara Criminal da Capital, estão sendo cumpridos 131

mandados de busca e apreensão, 14 de prisões preventivas e cinco de

prisões temporárias. As ações estão sob o comando do Grupo de Atuação Especial em Sonegação Fiscal e Lavagem de Bens(GAESF).

Os mandados foram expedidos contra pessoas físicas e 41 empresas. Destes, 17 estabelecimentos comerciais que realizaram manobras fraudulentas. Os prejuízos podem ultrapassar 108 milhões de reais em impostos, incluindo juros e multas. São alvo da operação os municípios de Arapiraca, Craíbas, Girau do

Ponciano, Lagoa da Canoa, Olho D'água Grande e Campo Alegre.

Segundo investigações do MPE/AL, as empresas envolvidas realizavam vendas sem a emissão de documentos fiscais e entregavam mercadorias em locais distintos  dos indicados nos documentos. Havia ainda cancelamento fraudulento de número de documentos fiscais, não recolhimento do ICMS por substituição tributária de diversas mercadorias, além do uso de artifícios para burlar as regras do regime de benefícios fiscais de atacadistas. 

Os suspeitos são acusados de formação de organização criminosa, falsificação de documentos, lavagem de bens, falsidade ideológica e crimes tributários, dentre outros.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play