Gente famosa

Em nota, pastor rebate ameaça de processo feita por Renalida

Através de seus advogados, Renalida afirmou que pretendia processar Anderson Silva por calúnia e difamação

Publicado em 21/09/2021 18:26
logo
Por Carlos Rocha
Em nota, pastor rebate ameaça de processo feita por Renalida

Em nota, pastor rebate ameaça de processo feita por Renalida (Foto: Reprodução)

Após nota publicada pela assessoria juridica da influenciadora digital gospel Renalida Carvalho, na última quarta-feira (15), o pastor Anderson Silva resolveu se pronunicar. A influenciadora gospel afirmou, através de advogados, que pretendia processá-lo por difamação. Tudo começou após comentários do pastor Anderson Silva, líder da Igreja em Movimento, repercutirem na internet.

O religioso chamou de "estelionato espiritual" o ato da influenciadora em pedir transferências via PIX em formato de "voto". Na publicação ele menciona ainda o pastor Leonardo Sales, parceiro de Renalida à frente da Catedral IPTM, em João Pessoa.

 “A ignorância bíblica e teológica do povo de Deus produzem falsos profetas como Renalida e Leonardo Sales! Um revela CPF, a outra faz campanha do voto do PIX. Onde está isso na Bíblia?”, questionou Anderson Silva.

Já neste domingo (19), o advogado do pastor Anderson Silva, Rafael Augusto Gerônimo Rezende, negou que o religioso tenha cometido crimes de calúnia e difamação. Rafael explicou que é “imprudente” mencionar os crimes por meio de uma postagem. Além disso, explicou que caso o pastor seja inocentado, a líder da IPTM poderá ser responsabilizada por denunciação caluniosa.

“Observa-se que a manifestação pública se embasou tão somente em uma palavra, praticamente, da legenda da postagem, que diz ‘Esteli0nato Espiritual’”, disse o advogado do pastor dizendo que Renalida possa estar agindo de má-fé ao processar o pastor por tais crimes.

“O histórico do pastor Anderson demonstra que sua atuação como líder religioso busca expor falsos líderes que divergem da verdadeira Teologia Cristocêntrica, pois se embasam unicamente em doutrina própria longe dos preceitos bíblicos, o que, por si só, os desqualifica como cristão”, afirmou a nota.

A nota continua dizendo que as manifestações públicas do pastor Anderson possuem “cunho informativo e em alerta para a Igreja de Cristo”. Além disso, afirmou que a declaração do religioso, que foi bastante criticado pela pastora Renalida, está “amparada pela sua liberdade de expressão”.

Por fim, o pastor, através de seu advogado, disse que “não irá deixar de alertar os fiéis contra aqueles que fazem da fé cristão uma profissão”. 

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play