Política

Eleições EUA: Twitter limita alcance de publicações de Trump sobre apuração

O candidato republicano utilizou as redes sociais para alegar, sem provas, fraude nas eleições.

Publicado em 04/11/2020 14:45 Atualizado em 12/12/2020 05:09
logo
Por Redação Portal T5
Eleições EUA: Twitter limita alcance de publicações de Trump sobre apuração

O presidente dos Estados Unidos e candidato à reeleição, Donald Trump, foi punido pelo Twitter após utilizar a plataforma para alegar que o partido opositor, liderado pelo democrata Joe Biden, esteja "tentando roubar", fazendo alusão aos votos ainda não contabilizados que chegam por correio após o encerramento das urnas.

"Então, uma por uma, elas [as lideranças] começaram a desaparecer magicamente enquanto cédulas surpresa eram contadas. Muito estranho, e as 'pesquisas' previram tudo completamente e historicamente errado!", afirmou Trump, em um dos tuítes.

O Twitter manteve as publicações no ar, mas elas aparecem escondidas sob um selo quando vista no perfil de Trump, e é preciso apertar no botão "ver" para revelar o conteúdo. As publicações incluem um alerta com a mensagem: "Alguns ou todos os conteúdos compartilhados neste Twitter são contestáveis e podem ter informações incorretas sobre como participar de uma eleição ou de outro processo cívico".

No Facebook, as mesmas publicações de Trump, apesar de não estarem escondidas como no Twitter, também tiveram avisos anexados. "Os resultados finais poderão ser diferentes das apurações iniciais, pois a contagem das cédulas continuará por dias ou semanas", diz o aviso.


Em alguns estados, os votos pelo correio podem ser contabilizados se chegarem até sexta-feira (6) – a expectativa é de que eles possam favorecer o candidato democrata Joe Biden.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play