Paraíba

“Ela se sentiu ameaçada e disse que iria me pegar”, diz agente de saúde sobre agressora

O caso aconteceu em João Pessoa, na última quarta (27).

Publicado em 28/06/2018 12:59 Atualizado em 26/11/2020 09:01
logo
Por Redação Portal T5
“Ela se sentiu ameaçada e disse que iria me pegar”, diz agente de saúde sobre agressora

A suspeita de agredir a a gente de saúde tenta quebrar o celular da mulher, e outras pessoas tentam impedí-la
A suspeita de agredir a a gente de saúde tenta quebrar o celular da mulher, e outras pessoas tentam impedí-la Imagem: Reprodução/Câmeras de Segurança

Na manhã da última

quarta-feira (27), uma agente de saúde sofreu um traumatismo

craniano após ser agredida durante o horário de trabalho, enquanto

fazia uma visita a um condomínio residencial do bairro de Muçumagro,

em João Pessoa, local onde também mora.

A agressora seria

uma vizinha, e teria partido para cima da mulher por conta de uma

advertência que recebeu a respeito de ter deixado seu filho, de 4

anos, sozinho na piscina do condomínio. Na manhã da quarta-feira, a

suspeita teria recebido uma intimação do Conselho Tutelar,

associando o recebimento à advertência feita pela agente de saúde.

Em entrevista à

imprensa no início da tarde desta quinta-feira (28), na Central de

Polícia Civil da capital, onde realizou exames de corpo de delito, a

agente falou sobre o caso, explicando que já havia recebido ameaças

anteriormente.

“Ela se sentiu

ameaçada e começou a dizer que iria me pegar de qualquer forma.

Quando foi ontem eu cumpri o meu expediente, que foi em horário

corrido. Aí para fechar o meu horário de trabalho, fui fazer duas

visitas no prédio. Quando fui subindo as escadas, só me senti

puxada pelos cabelos, minha cabeça bateu no chão. A primeira vez eu

apaguei, só sei do que as pessoas estão contando depois disso, não

sei de mais nada. Só estou pedindo que a justiça seja feita”,

relata.

Durante a fala, ela

também confirmou o possível motivo da agressão. Enquanto a agente de saúde fazia a visita ao condomínio, a polícia a parou para pedir informações. Ao se deparar com a situação, a agressora teria suposto que se tratava de uma denúncia aos policiais sobre a criança ter ficado sozinha na piscina, e então teria partido para o ataque.

“Essa cidadã

começou a dizer que eu estava perseguindo, porque eu tinha pedido

pra ela cuidar da criança que estava na borda da piscina, uma

criança de 4 anos. Foi só isso, a gente só pedia que ela cuidasse

do próprio filho. Era só o meu trabalho de cuidadora. O agente de

saúde é isso, é o cuidador do cidadão, e a preocupação de uma

criança indefesa ou de um idoso… a gente está ali para cuidar,

não é pra punir ninguém”, completa a mulher.

Entenda o caso

Uma agente comunitária de saúde sofreu traumatismo craniano após ser agredida durante o horário de trabalho, na manhã desta quarta-feira (27), em Muçumagro, região do bairro Valentina de Figueiredo, na Zona Sul de João Pessoa. A ação foi registrada por câmeras de segurança de um condomínio.

Por volta das 11h da manhã, a profissional de saúde fazia visitas domiciliares no condomínio onde mora, local que também é sua área de trabalho, quando foi surpreendida pelas agressões. A agressora seria uma vizinha e também usuária cadastrada da área da agente.

A filha da profissional de saúde chegou a falar sobre uma possível motivação das agressões. Ela disse que, um dia, sua mãe advertiu a vizinha sobre o perigo da piscina do condomínio para crianças sozinhas. Ela fez isso após ter visto o filho da usuária próximo à piscina sem supervisão.

Na manhã desta quarta-feira, a agressora teria recebido uma intimação do Conselho Tutelar e associado ao alerta feito pela agente comunitária. Ao visualizar a profissional nos corredores, a suspeita das agressões partiu para cima da vítima até ela cair desacordada. O celular da agente de saúde foi totalmente destruído.

Vizinhos conseguiram conter a agressora e socorreram a vítima, que foi levada ao hospital.

Leia também:

Vereadores de Santa Rita voltam atrás e pedem anulação de CPI contra prefeito

Polícia prende suspeitos de vários crimes na cidade de Cajazeiras

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play