Política

Defesa de Vitor Hugo é notificada pela Justiça Eleitoral

Depois das alegações, o juiz poderá deferir a ação e barrar a posse de Vitor ou arquivar o processo.

Publicado em 03/05/2019 Atualizado em 18/11/2020

A defesa do prefeito interino de Cabedelo, Vitor Hugo (PRB), foi intimada para prestar alegações finais à Justiça Eleitoral na ação que tenta barrar a diplomação do gestor.

Depois das alegações, o juiz poderá deferir a ação e barrar a posse de Vitor ou arquivar o processo.

A chapa do prefeito é alvo de uma ação movida pelo vereador José Eudes (PTB), que argumenta que o vice Aguinaldo Silva (PSB) não teria condições de concorrer ao cargo por possíveis irregularidades na convenção do PSB.

Vitor e Aguinaldo foram eleitos no dia 17 de março durante a eleição suplementar da cidade. Desde o ano passado, o gestor responde de forma interina pela administração do município, após o ex-prefeito Leto Viana ser preso e renunciar ao cargo.

Mesmo sem posse, Vitor continua à frente da gestão já que havia sido eleito presidente da Câmara de Vereadores.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar