Brasil

Defensoria Pública da União entra com ação na Justiça para adiar Enem

O documento é encaminhado ao Juízo da 12ª Vara Cível da Subseção Judiciária de São Paulo e usa pandemia da Covid-19 como justificativa

Publicado em 08/01/2021 21:00 Atualizado em 08/01/2021 21:15
logo
Por Metrópoles
Defensoria Pública da União entra com ação na Justiça para adiar Enem

A Defensoria Pública da União entrou com ação na Justiça Federal de São Paulo nesta sexta-feira (8/1) em que pede, em tutela de urgência, o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcado para os dias 17 e 24 de janeiro, em função do avanço da pandemia no Brasil. Mais de 5,7 milhões de candidatos são esperados para as provas.

“Temos agora uma prova agendada exatamente no pico da segunda onda de infecções, sem que haja clareza sobre as providências adotadas para evitar-se a contaminação dos participantes da prova, estudantes e funcionários que a aplicarão”, escreveu o defensor João Paulo Dorini.

O documento é encaminhado ao Juízo da 12ª Vara Cível da Subseção Judiciária de São Paulo e também cita as desigualdades educacionais ampliadas pelo regime de aulas remotas durante o ano de 2020.

Confira a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do Portal T5

Leia também:

Paraíba confirma mais 936 novos casos de Covid-19 e 15 óbitos nesta sexta (8)

WhatsApp suspenderá conta de quem não aceitar novos Termos de uso

Nilda Gondim assume mandato no Senado após licença de José Maranhão

Atendimento no Procon-JP não precisará mais ser agendado por telefone


icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play