Paraíba

Criança de dois anos sofreu pancadas que romperam fígado e rins, diz perícia

Segundo a perícia, o menino de 2 anos que deu entrada no Hospital de Trauma de Campina Grande sofreu fortes pancadas nas costas, que causaram o rompimento do rim e do fígado

Publicado em 01/07/2021 14:21 Atualizado em 01/07/2021 15:35
logo
Por Redação Portal T5
Criança de dois anos sofreu pancadas que romperam fígado e rins, diz perícia

(Foto: Divulgação/Ascom)

A criança de 2 anos de idade que foi levada para um hospital de Campina Grande com hematomas pelo corpo, nesta quarta-feira (30), já estava morta há quase 9 horas. A informação foi divulgada após o laudo da perícia, que indicou que a criança morreu por volta das 23h da terça-feira (29). O menino só foi levado à uma unidade de Saúde pela mãe às 7h50 da quarta-feira (30).

"Dormiram com uma criança morta, sabendo que ela estava morta", disse o delegado regional Glauber Fontes, nesta quinta-feira (1). Conforme o delegado, a criança deu entrada no Hospital de Trauma de Campina Grande já sem vida.

No hospital, foram identificados vários hematomas pelo corpo do menino. A polícia foi acionada pela equipe da unidade hospitalar e prendeu em flagrante a mãe da criança.

Segundo a perícia, o menino sofreu fortes pancadas nas costas, que causaram o rompimento do rim e do fígado. A causa da morte foi hemorragia interna.

A mãe da criança negou o crime e disse à polícia que o padrasto do menino foi o responsável pelo espancamento. Ele também foi preso nesta quarta-feira (30).

Ainda de acordo com informações da polícia, uma outra filha do casal, de 4 anos, também tinha sinais de agressões físicas. A perícia confirmou que ela sofreu espancamentos.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play