Paraíba

Corpo de Anielle deve passar por perícia nesta quinta-feira (9), diz IPC

Foi coletado material da vagina e ânus da criança, já que havia indícios de violência sexual

Publicado em 08/09/2021 21:23
logo
Por Carlos Rocha
Corpo de Anielle deve passar por perícia nesta quinta-feira, diz IPC

Corpo de Anielle deve passar por perícia nesta quinta-feira, diz IPC (Foto: Reprodução)

O corpo de Anielle Teixeira, de apenas 11 anos de idade, foi encontrado na madrugada desta quarta-feira (8), em uma região de mata no bairro Miramar, em João Pessoa. O local fica cerca de 1,5 km de distância de onde ela foi vista pela última vez, episódio que ocorreu na madrugada do último domingo (5).

Mesmo tendo sido encontrado nesta quarta (8), os exames de necrópsia só devem ser iniciados nesta quinta-feira (9). O motivo é o estado de decomposição em que o corpo foi encontrado. De acordo com a perita criminal Amanda Melo, os restos mortais devem ficar sob refrigeração por pelo menos 24 horas para que seja possível realizar a perícia de maneira mais eficiente.

“Como estava em estado de decomposição, é necessário ficar 24h congelado para começar a ser examinado.  A equipe de medicina legal do IPC vai começar os trabalhos nesta quinta”, disse.

A perita, que integra o Instituto de Polícia Científica (IPC) de João Pessoa, informou também que houve coleta de material genético. “Houve a necessidade porque ela estava com indícios de um crime de estupro, já que o corpo estava seminu. Coletamos o material e enviamos para os laboratórios”, disse.

O delegado Rodolfo Santa Cruz informou, após a chegada do suspeito à Central de Polícia da capital, que material genético também será colhido dele para ser confrontado ao encontrado no corpo da criança. Ele prestou depoimento, fez exame de corpo de delito e foi encaminhado para o presídio.

O caso

Anielle foi vista pela última vez na madrugada do domingo (5). Ela, a mãe e a irmã mais nova estavam dormindo em um dos quiosques da orla do Cabo Branco. A mãe, que trabalhou por muito tempo em quiosques da região, alegou que o local era de conhecidos, e que resolveu passar a noite ali na intenção de voltar para casa no dia seguite, já que os preços dos transportes por aplicativo estavam altos.

Segundo relatos da mãe, por volta das 5h da manhã Anielle chegou a acordar a irmã mais nova a convidando a andar de bicicleta. Após a menina se recusar, Anielle teria subido na bike do suspeito. Uma câmera de monitoramento capturou o momento em que a menina interage com ele. Foi a última vez em que ela foi vista com vida.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play