Paraíba

Condenado a 36 anos de prisão acusado de matar marido e filho da amante, em João Pessoa

O júri popular ocorreu nesta terça-feira (9)

Publicado em 09/02/2021 21:00
logo
Por Carlos Rocha
Condenado a 36 anos de prisão acusado de matar marido e filho da amante, em João Pessoa

Já era noite quando saiu a sentença do julgamento de Alexandro da Silva Andrade, acusado de matar o marido e o filho da amante no bairro Ernani Sátiro, em João Pessoa. O júri popular ocorreu nesta terça-feira (9). O crime aconteceu no dia 12 de junho de 2018 e, segundo a polícia, teve motivação passional.

De acordo com o advogado de defesa, Alexandro recebeu uma pena de 18 anos por cada homicídio e deve, a princípio, continuar no presídio do Róger, na capital paraibana. Em seguida, a Vara do Juri de Execuções Penais deve decidir onde a pena será cumprida.

O suspeito, que tinha 22 anos à época, teve a prisão decretada após investigações a cerca do crime. O homem matou as vítimas enquanto elas estavam trabalhando com pintura no bairro Ernani Sátiro.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito confessou o crime e afirmou que cometeu o assassinato porque a mulher acusava o marido de maus tratos. O pai foi atingido na nuca, segundo a perícia. Após cair, ele foi esfaqueado mais de 30 vezes na região do pescoço, tórax e abdome. O filho recebeu cerca de 14 facadas, na cabeça, nas costas e no pescoço.

Leia também:

Dupla armada rende funcionários e assalta loja na Grande João Pessoa

Veja como será a despedida ao Senador José Maranhão

Corpo de senador José Maranhão chega à PB e será velado Palácio da Redenção

Perilima e Nacional de Patos iniciam pré-temporada visando o Paraibano 2021

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play