Polícia

Capitã da PM representa Segurança Pública em livro que trata da atuação feminina em Direitos Humanos

A capitã Dayana Cruz é uma das personalidades e profissionais que integram a publicação, que traz um perfil e um pouco da história de 32 mulheres que atuam nos Direitos Humanos e na educação de gênero na Paraíba e no mundo

Publicado em 26/08/2020 21:30 Atualizado em 26/11/2020 00:56
logo
Por Redação Portal T5
Capitã da PM representa Segurança Pública em livro que trata da atuação feminina em Direitos Humanos

Foto: Divulgação/ PMPB

A Segurança Pública e a Polícia Militar da Paraíba têm uma representante no livro “Mulheres Inspiradoras”, lançado na última terça-feira (25), produzido pelo Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente (Cendac). A capitã Dayana Cruz  é uma das personalidades e profissionais que integram a publicação, que traz um perfil e um pouco da história de 32 mulheres que atuam nos Direitos Humanos e na educação de gênero na Paraíba e no mundo.

Ao lado dela, nomes conhecidos como Margarida Maria Alves, Maria da Penha, Anaíde Beiriz, Patrícia Galvão, conhecida como Pagu, e até Malala Yousafzai, fazem parte da publicação. Integrante da PM desde o ano de 2007, a capitã Dayana tem atuado com Direitos Humanos dentro e fora da corporação, passando pela coordenação adjunta do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), alcançando escolas, crianças e adolescentes com prevenção primaria às drogas e cultura de paz, além de facilitar o círculo sobre cultura de diálogo nas escolas.

A oficiala é hoje comandante da Patrulha Maria da Penha no âmbito da PM (estando temporariamente de licença maternidade). A Patrulha compõe o Programa Integrado Patrulha Maria da Penha, desenvolvido pelo Governo do Estado, coordenado pela Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana (SEMDH), em parceria com o Tribunal de Justiça. O Programa é responsável pelo acompanhamento de mulheres em situação de violência, e que tenham medidas protetivas contra os agressores.

“Esse é um reconhecimento muito importante do nosso trabalho, que carrega também o trabalho de outros profissionais que atuam na área, fortalecendo, sobretudo, a educação de gênero e as discussões da proteção da mulher no âmbito da segurança pública”, afirmou. Para a capitã, a inclusão do seu nome no hall das 32 personalidades é o resultado da construção dos 13 anos de profissão e de todas as oportunidades disponibilizadas pela Polícia Militar, e pelo comandante-geral da instituição, coronel Euller Chaves.

Mulheres Inspiradoras – O trabalhou que chegou até os 32 nomes para o livro foi desenvolvido com estudantes e professores de 30 escolas estaduais, em um projeto de estímulo a leitura e escrita autoral com foco nas relação de poder que invisibilizam a história da mulher na Paraíba. “Mulheres Inspiradoras” foi lançado na última terça-feira (25) pelo Cendac, em parceria com a Secretaria de Educação, e da Ciência e Tecnologia, e foi organizado por Valquíria Alencar e Mabel Dias.

Covid-19: Rússia prepara aprovação de segunda vacina, diz vice-premiê

Estudo mostra relação entre o novo coronavírus e síndrome em crianças

Ministros do TCU se solidarizam com Vital do Rêgo, alvo da Lava Jato

Estudantes da UFPB vencem competição nacional de Direito Eleitoral

Leia também: Aplicativo 'Caixa Tem' pode ser usado para pagamento do Bolsa Família

Siga o Instagram Facebook do Portal T5 e fique bem informado!

Adicione o WhatsApp do Portal T5: (83) 9 9142-9330.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play