Futebol

Argentina de Messi vence Brasil no Maracanã

"Eu sabia que algum momento ia dar certo, ia acontecer e acho que não há momento melhor do que este" disse Messi à imprensa após a partida.

Publicado em 15/07/2021 13:58 Atualizado em 15/07/2021 14:19
logo
Por Redação Portal T5
O jogo entre Argentina e Brasil teve apenas um público de 7.000 convidados

O jogo entre Argentina e Brasil teve apenas um público de 7.000 convidados (Imagem: Copa América/Divulgação)

A Argentina voltou a vencer a Copa América após 28 anos, após derrotar o Brasil por 1 a 0 no sábado 10 de julho, no Rio de Janeiro. Com a ajuda de Rodrigo de Paul, Ángel Di María fez o belo gol que deu a vitória à alviceleste aos 22 minutos do jogo. Este é o primeiro título conquistado pela seleção argentina com Lionel Messi entre suas equipes, após perder a final da Copa do Mundo de 2014 e a final da Copa América em 2007, 2015 e 2016 com o "Pulga".

"Eu precisava pegar o espinho para fora e conseguir algo com a Seleção, estive muito perto por muitos anos. Eu sabia que algum momento ia dar certo, ia acontecer e acho que não há momento melhor do que este" disse Messi à imprensa após a partida. “É uma loucura, a felicidade que sinto é inexplicável. Tive vezes em que saí triste, mas sabia que em algum momento isso iria acontecer”, acrescentou o atacante.

O capitão argentino teve a chance de fazer um gol no final da partida deste sábado, no que na casa das apostas teria sido uma final perfeita, mas errou o chute. Mesmo assim, disse: "Sinto que Deus guardou este momento para mim, contra o Brasil na final e no seu país". Além disso, prestou homenagem ao diretor técnico da Argentina, Lionel Scaloni. “É um grande mérito do Scaloni. Ele sempre quis o melhor para a Seleção. Ele soube montar uma equipe vencedora e merece o seu reconhecimento”. A última vez que a seleção argentina venceu a Copa América foi em 1993.

"Maracanazo"
O jogo entre Argentina e Brasil teve apenas um público de 7.000 convidados, devido às restrições da Covid-19. Esta foi a quinta vez que os dois gigantes do futebol sul-americano se enfrentaram em uma final do torneio sul-americano. As anteriores foram em 1937, 1991, 2004 e 2007. Nesta partida os dois times jogaram no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, onde em 1950 aconteceu o lembrado "Maracanazo", episódio trágico para o futebol brasileiro e épico para o Uruguaio. Na ocasião, o Uruguai derrotou o Brasil por 2 a 1 na final da Copa do Mundo.

O “Pibe” ficou
A Conmebol designou o Brasil como sede da partida de futebol da Copa América após semanas de incertezas nas quais a organização do torneio foi retirada da Colômbia e da Argentina, os primeiros anfitriões da competição. A mais importante competição de seleções do continente ia ser disputada pela primeira vez em duas sedes, Argentina e Colômbia, mas a onda de infecções por coronavírus afastou a Argentina, assim como aconteceu com a Colômbia devido aos protestos sociais que o país vive faz meses. Quem continuou apesar de tudo foi "Pibe", a mascote do campeonato continental. Seu nome, escolhido em votação nas redes sociais pelos torcedores, homenageou a Argentina (pibe é uma palavra muito usada naquele país para se referir a jovens que jogam bola), e também a Carlos Valderrama, o ex-jogador colombiano que tem "pibe"como um de seus apelidos. O mascote dessa edição da Conmebol Copa América é um conjunto de todos os cães que vivem na América do Sul, uma nova raça sul-americana.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play