Brasil

Anvisa diz que morte de adolescente em SP não é relacionada à vacina

Jovem morreu sete dias após tomar a vacina contra Covid-19.

Publicado em 21/09/2021 07:58 Atualizado em 21/09/2021 08:38
logo
Por Redação Portal T5
Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foram apresentados dados considerados  “consistentes e bem documentados”  com realçaõ a morte de um adolescente em São Paulo. O óbito aconteceu sete dias após o jovem tomar a vacina contra a Covid-19 e foi atribuída ao diagnóstico de doença autoimune, denominada púrpura trombótica trombocitopênica (PPT).

As informações foram prestadas pelo Centro de Vigilância Epidemiológica de São Paulo. Em nota, a Anvisa afirmou: “o relatório de investigação elaborado pelo Centro de Vigilância Epidemiológica de São Paulo foi recebido pela agência na noite deste domingo, 19 de setembro, contendo detalhes de todo o processo de avaliação que concluiu não ser possível atribuir diretamente o óbito à vacinação”.

A agência deve ainda notificar a Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre as investigações para avaliação.

“Até o momento, os achados apontam para a manutenção da relação benefício versus risco para todas as vacinas autorizadas no Brasil, ou seja, os benefícios da vacinação excedem significativamente os seus potenciais riscos”, completa.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play