Brasil

Anvisa autoriza importação de matéria-prima da CoronaVac

O imunizante vai permitir que o Instituto Butantan produza 40 milhões de doses da vacina

Publicado em 29/10/2020 06:39 Atualizado em 26/11/2020 16:33
logo
Por Redação Portal T5

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta quarta-feira (28.out) a importação de matéria-prima para produção de 40 milhões de doses da CoronaVac, vacina chinesa que deverá ser produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

O Instituto Butantã confirmou o recebimento da autorização. Ontem, o diretor do Instituto reclamou da demora na avaliação do pedido.

Em nota, a Anvisa confirmou que concedeu a liberação em "caráter excepcional". A decisão foi tomada no Circuito Deliberativo da entidade, que permite a votação virtual dos diretores da Agência sobre temas de grande relevância. 

Além disso, no documento em que autoriza a importação, a Anvisa deixa claro que a Coronavac está na fase 3 de estudos clínicos e testes. Análises preliminares demonstraram que o imunizante é seguro, mas os resultados de eficácia devem sair somente no final do ano.

O governador João Doria comemorou a decisão em suas redes sociais.

Na semana passada, a Anvisa já tinha liberado a importação de 6 milhões de doses da CoronaVac, que já virão envasadas e prontas para o uso.

Leia a decisão da Anvisa.

SBT

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar