Esportes

Amadeu não responde perguntas da imprensa e FPF diz não ter sido notificada sobre intervenção

Acompanhado por assessores jurídicos, Amadeu fez um apurado da gestão à frente da FPF.

Publicado em 14/05/2018 17:32 Atualizado em 26/11/2020 10:32
logo
Por Redação Portal T5
Amadeu não responde perguntas da imprensa e FPF diz não ter sido notificada sobre intervenção

Ao lado dos consultores jurídicos, Amadeu (centro) não respondeu perguntas dos jornalistas
Ao lado dos consultores jurídicos, Amadeu (centro) não respondeu perguntas dos jornalistas Foto: Reprodução / TV Tambaú

Amadeu

Rodrigues, presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF),

reuniu aimprensa na sede da FPF, na

tarde desta segunda-feira (14), para prestar esclarecimentos sobre

seu suposto envolvimento com a manipulação de resultados e compra

de árbitros alvos da Operação Cartola, deflagrada pela Delegacia

de Defraudações e Falsificações de João Pessoa (DDF-JP) e o

Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco).

O objetivo é apurar os crimes cometidos por uma organização composta por membros da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Comissão

Estadual de Arbitragem da Paraíba (CEAF), Tribunal de Justiça

Desportiva da Paraíba (TJD-PB) e dirigentes de clubes de futebol

profissional do Estado da Paraíba.

Acompanhado

por assessores jurídicos, Amadeu fez um apurado de sua gestão à

frente da FPF, entretanto, não respondeu aos questionamentos feitos

por repórteres. Coube aos membros do departamento jurídico

esclarecer os pontos apresentados pelos jornalistas.

De

acordo com o Eduardo Araújo, diretor executivo da federação

paraibana de futebol, a FPF ainda não foi notificada sobre uma

suposta intervenção articulada pela Confederação Brasileira de

Futebol CBF.

"É

muito importante que se esclareça. Mesmo com a intervenção, ele

continua presidente do cargo. Significa que está suspenso das

funções. Amadeu está absolutamente tranquilo por que não há nada

contra ele na esfera penal”, disse.

É

previsto que a CBF anuncie o auditor do Superior Tribunal de Justiça

Desportiva, Flavio Boson Gambogi, como condutor das atividades da

federação paraibana, até a conclusão das investigações.

Em tempo real

O

Portal T5 e a TV Tambaú transmitiram ao vivo, pelo facebook da emissora, a entrevista coletiva. 

Confira a transmissão:

Os envolvidos na operação estão sendo investigados pelos crimes de organização criminosa, falsidade ideológica, manipulação de resultados (crimes do Estatuto do Torcedor) e por outras condutas sob apuração. O Portal T5 seguirá com a cobertura do caso.

Leia mais: Sem surpresas, Tite anuncia jogadores convocados para Copa do Mundo da Rússia

Goleiro usou celular durante jogo para promover campanha contra acidentes de trânsito

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play