Paraíba

Adolescente morre durante rebelião em centro socioeducativo de João Pessoa

Motim durou mais três horas, nesta segunda-feira (3)

Publicado em 03/05/2021 15:13 Atualizado em 03/05/2021 16:47
logo
Por Redação Portal T5
Viaturas do Samu e Corpo de Bombeiros foram acionadas

Viaturas do Samu e Corpo de Bombeiros foram acionadas (Foto: Vanessa Braz/RTC)

Um adolescente morreu e quatro funcionários foram feitos reféns durante uma rebelião, nesta segunda-feira (3), no Centro Socioeducativo Edson Mota, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Viaturas da Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionadas. O motim durou mais três horas. Um processo administrativo investigará o caso.

O adolescente assassinado, que não teve a identidade revelada, cumpria medida judicial.

De acordo com a coordenação de segurança da unidade, os adolescentes iniciaram a rebelião sem qualquer motivo aparente. A presidente da Fundação Estadual da Criança e do Adolescente Alice de Almeida (Fundac), Waleska Ramalho, afirmou que todos que fazem parte do órgão se sensibilizam com a perda do adolescente e se colocam à inteira disposição da família para quaisquer esclarecimentos e suporte.

Parentes de internos foram ao local em busca de informações. Cadeiras e água foram cedidos aos familiares. 

À TV Tambaú, a mãe de um dos adolescentes informou que a proibição de visitas pode ter colaborado para o início da rebelião. De acordo com funcionários da Fundac, 54 reeducandos estão internados na unidade.

O helicóptero Acauã, da PM, também participou da ação para conter os adolescentes. Após mais de três horas, a rebelião foi controlada.

Em nota, a Fundac disse que iniciou um processo administrativo para apurar a motivação da rebelião. O órgão não mencionou o estado de saúde de agentes supostamente feitos reféns.

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar