Política

Ação que cassou Karla Pimentel da Prefeitura de Conde foi movida por chefe de Gabinete

Há 15 dias ocupando cargo de confiança, Alecksandro Pessoa foi candidato a vice na chapa derrotada em 2020.

Publicado em 22/10/2021 09:08 Atualizado em 22/10/2021 12:17
logo
Por Dennison Vasconcelos
Karla Pimentel foi cassada pela Justiça Eleitoral.

Karla Pimentel foi cassada pela Justiça Eleitoral. (Foto: Secom/Conde)

O chefe de Gabinete da Prefeitura de Conde, no Litoral Sul da Paraíba, é o autor da ação que destituiu Karla Pimentel (PROS) do cargo nessa quinta-feira (21). Ocupando a função de confiança da gestora, Alecksandro Pessoa foi oposição nas últimas eleições, quando concorreu como vice-prefeito na chapa derrotada. Ele assume a cadeira do Executivo ao lado de Márcia Lucena (PT), com quem rompeu relações há quase um ano.

Atualização: o TRE derrubou cassação determinada pela Justiça e manteve Karla Pimentel na Prefeitura de Conde. Leia mais sobre a reviravolta 

Além do nome de Alecksandro Pessoa, a autoria do processo está atribuída ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), o qual era presidido por ele.

Em entrevista ao Portal T5, Alecksandro Pessoa negou que tenha realizado a denúncia, mesmo com o nome registrado pela Justiça Eleitoral. "Moveram uma ação sem eu ter conhecimento à época que eu estava como presidente do partido [PSB]. Eu não dei procuração. Nos autos do processo não tem procuração assinada por mim", disse.

Vice não quer assumir 

Há 15 dias no comando do Gabinete de Karla, Alecksandro Pessoa não tem expectativa de assumir o cargo de vice-prefeito ao lado de Márcia Lucena. “Acredito na Justiça que a decisão será revertida”.

Márcia Lucena avalia que não há problemas em assumir ao cargo ao lado do ex-aliado. "Não tenho dificuldade em trabalhar com ele, conheço bem a pessoa, e acho que quando nós, político em maneira geral somos eleitos, temos que trabalhar em prol da população", disse ao Portal T5.

+ Márcia Lucena diz que aguarda convocação da Câmara para eventual posse

Conforme a decisão, devem assumir a administração municipal os candidatos que obtiveram a segunda colocação para os cargos de prefeito e vice-prefeito pelo município. Nas eleições, Karla Pimentel derrotou Márcia Lucena, que ficou em segundo lugar com 34,59% (5.740 votos). A candidata eleita recebeu 6.794 votos no total.

À época, Márcia concorreu ao pleito pelo PSB, assim como o candidato a vice, mas neste ano, ela deixou o partido e filiou-se ao PT. Alecksandro Pessoa também deixou o partido dos girassóis, porém, não possui nova filiação. 

Em nota, Karla se manifestou na tarde desta quinta-feira (21), dizendo que tomou conhecimento da decisão judicial com bastante surpresa e perplexidade, porém, com a consciência tranquila.

(Nova) prefeita investigada

Márcia Lucena é investigada por crimes de responsabilidade pela Promotoria do Município, por supostamente ter fraudado licitações na compra de mobiliário para creches e escolas durante a última gestão. Ela também é alvo da Operação Calvário e foi presa no fim de 2019. Márcia atualmente cumpre medidas cautelares impostas pela Justiça. Entre as restrições, ela está impedida de deixar a cidade de Conde.

Veja mais:

icon whatsapp
Receba as últimas notícias de João Pessoa em qualquer lugar. Começar icone Play