TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
inelegível

Célio Alves é o primeiro condenado por violência política de gênero na Paraíba

Pré-candidato a vereador recebeu pena de um ano e dez meses de reclusão e 60 dias-multa

Por Redação T5 Publicado em
Celio alves
Camila Toscano comemorou a decisão, afirmando que esta condenação servirá como um exemplo (Foto: Reprodução/ Instagram (celioalvesadv))

O comunicador e pré-candidato a vereador de Guarabira, Célio Alves (PSB), foi condenado por violência política de gênero contra a deputada estadual Camila Toscano (PSDB). O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) decidiu pela condenação nesta segunda-feira (17) por cinco votos a favor e um contra. É a primeira condenação do tipo no estado.

Célio Alves recebeu uma pena de um ano e dez meses de reclusão e 60 dias-multa. Ele também foi declarado inelegível. A ação, movida pelo Ministério Público, denunciou comentários feitos por Alves em uma entrevista de rádio em 2022, onde ele desqualificou Camila Toscano, comparando-a a uma “youtuber” e dizendo que ela focava em aparências e não em política.

Na sessão, a presidente do TRE-PB, Agamenilde Dias, relatou uma tentativa de intimidação por parte de Célio Alves contra a deputada, que teve que sair escoltada. O relator do caso, juiz Ferreira Júnior, foi o único a votar pela absolvição, mas a maioria dos juízes decidiu pela condenação.

Camila Toscano comemorou a decisão, afirmando que esta condenação servirá como um exemplo para combater a violência política de gênero e encorajar mais mulheres a se envolverem na política.




Relacionadas