terça-feira, 24 de novembro de 2020
Busca

Política

Política

STF nega retirada de tornozeleira eletrônica de Coriolano Coutinho

A decisão foi do ministro Gilmar Mendes

Por Carlos Rocha

22h15 - Atualizado 15/09/2020 às 09h47

A decisão do ministro Gilmar Mendes que permitiu que o ex-governador Ricardo Coutinho, do PSB, tirasse a tornozeleira eletrônica não se estendeu ao irmão dele, Coriolano Coutinho. A defesa de Coriolano apelou ao Supremo Tribunal Federal (STF) alegando que a decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) que impediu a retirada foi "ilegal".

Coriolano Coutinho foi preso no fim do ano passado na Operação Juízo Final, que foi um desdobramento da Calvário. O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) determinou a soltura de Coriolano, no entanto, teria que cumprir algumas medidas cautelares e o uso da tornozeleira foi uma delas.

João Pessoa tem 80 vagas de trabalho a partir desta segunda (14)

Blogueira é presa suspeita de atropelar ciclistas e tentar fugir em João Pessoa

Leia mais: IFPB abre inscrições para cursos técnicos profissionalizantes

Siga o Instagram Facebook do Portal T5 e fique bem informado!

Adicione o WhatsApp do Portal T5 e receba as notícias em seu celular: (83) 9 9142-9330.