segunda-feira, 30 de novembro de 2020
Busca

Política

Política

Operação Lava Jato bloqueia R$ 4 milhões em bens do ministro Vital do Rêgo

Nova fase foi deflagrada nesta terça-feira (25).

Por Redação Portal T5

15h14 - Atualizado 25/08/2020 às 15h19

O paraibano Vital do Rêgo, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), teve R$ 4 milhões em bens boqueados durante mais uma fase da Operação Lava Jato deflagrada na manhã desta terça-feira (25).

De acordo com o Ministério Público, o ministro recebeu R$ 3 milhões do então presidente da OAS, e Leo Pinheiro. A quantia seria pagamento para que representantes dos altos cargos da empreiteira não fossem acionados para depor na CPMI e na CPI do Senado, em 2014.

Os valores teriam sido repassados via intermediários e empresas com sede na Paraíba.

Operação

Deflagrada hoje, a Operação Ombro a Ombro da Polícia Federal investiga pagamento de propina, corrupção passiva e lavagem de dinheiro, envolvendo empresas na Paraíba e o partido MDB (Movimento Democrático Brasileiro).

Entre os nomes dos acusados pelo Ministério Público Federal, está Alexandre Costa de Almeida, que exerceu o cargo comissionado de assessor durante o mandato de Vital do Rêgo no Senado, em 2011.

Além do assessor do político, outros supostos intermediários e operadores de Vital estão entre os alvos dos mandados.

De acordo com a juíza federal Gabriela Hardt, "O Ministério Público Federal requereu a suspensão do cumprimento do mandado constante no evento 20.4, direcionado à estação de trabalho ocupada por Alexandre Almeida no gabinete de Vital do Rego no TCU".

Veja também: Mar da praia do Cabo Branco amanhece vermelho; veja fotos

Morre o desembargador federal emérito Francisco Wildo

Siga o Instagram Facebook do Portal T5 e fique bem informado!

Adicione o WhatsApp do Portal T5: (83) 9 9142-9330.