sábado, 19 de setembro de 2020
Busca

Política

Política

Regina Duarte deixa Secretaria de Cultura após 60 dias no cargo

Nome substituto ainda não foi divulgado pelo Palácio do Planalto

Por Dennison Vasconcelos

10h11 - Atualizado 20/05/2020 às 11h14
Foto: Reprodução / Redes Sociais

Regina Duarte deixou nesta quarta-feira (20), a Secretaria de Cultura do governo Jair Bolsonaro. A atriz passou 60 dias no comando do órgão, mas em conversa com o presidente foi remanejada para outro cargo. O palácio do planalto ainda não divulgou o substituto.

Fora da agenda presidencial, Bolsonaro encontrou Regina Duarte em Brasília durante esta manhã. Na reunião, ficou definido que a apoiadora do governo continuará na gestão pública, mas agora como responsável pela Cinemateca de São Paulo, onde mora.

À época, a chegada de Regina ao posto na Capital Federal foi bastante midiatizada, quando ela e o presidente assumiram um namoro, depois noivado e o casamento. Os termos foram utilizados pelo gestor durante o período de negociações para a contratação da atriz.

Novo namoro

Na terça-feira (19), Bolsonaro almoçou com o ator Mário Frias, que já se mostrou a disposição de assumir o cargo.

Nas redes sociais, o presidente publicou um vídeo com Regina, onde rebate críticas e não cita o novo nome do cargo deixado por ela. Veja: