Paraíba, segunda-feira, 16 de setembro de 2019
30° C
Busca

Política

Política

Carlos Bolsonaro pede licença da Câmara para tratar de assuntos particulares

A comunicação foi publicada nesta terça-feira (10) no diário da Casa.

Por Redação Portal T5

10h57

ANA LUIZA ALBUQUERQUE
RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O vereador Carlos Bolsonaro (PSC) pediu licença não remunerada da Câmara Municipal do Rio de Janeiro no último dia 6 de setembro. A comunicação foi publicada nesta terça-feira (10) no diário da Casa.
Os vereadores podem pedir afastamento por licença natalina, tratamento de saúde ou para tratar de assuntos particulares -este último foi o motivo indicado por Carlos Bolsonaro em seu pedido.
A licença não remunerada para tratar de assuntos particulares tem um período máximo de 120 dias por sessão legislativa.
Carlos tem acompanhado o pai desde sábado (7), quando o presidente Jair Bolsonaro (PSL) se internou em São Paulo para sua quarta cirurgia após a facada que sofreu no ano passado.
A cirurgia foi feita no domingo (8). O vereador tem dormido no Hospital Vila Nova Star, na zona sul da capital paulista. 
No ano passado, Carlos já havia ficado afastado da Câmara por cerca de quatro meses para ajudar na campanha do pai. 
O vereador tem dito a aliados que está cansado da política e que não pretende tentar a reeleição. Hoje com 36 anos, Carlos foi eleito para a Câmara Municipal do Rio aos 17, sob orientação de seu pai.
Nesta segunda-feira (9), ele escreveu em sua rede social que, por vias democráticas, não será possível transformar o país rapidamente.
"Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos... e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!", publicou.