quarta-feira, 03 de junho de 2020
Busca

Política

Política

Dias Toffoli pede parecer da PGR para apreciar habeas corpus de presos da Calvário

O presidente do Supremo Tribunal Federal quer um parecer da Procuradoria antes de decidir pela liberdade ou não de Coriolano Coutinho, José Arthur Viana e Wladimir dos Santos Neiva

Por Carlos Rocha

22h26

A defesa de Coriolano Coutinho, José Arthur Viana e Wladimir dos Santos Neiva apelou para o Supremo Tribunal Federal (STF) para tenta conseguir o habeas corpus, negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), no entanto o presidente da corte, Dias Tóffoli, encaminhou, nesta sexta-feira (27), o pedido de habeas corpus para a Procuradoria-Geral da República (PGR). O encaminhamento é para que a Procuradoria emita um parecer sobre o pedido.

+ Veja como as investigações chegaram a Ricardo Coutinho entre as fases da Operação Calvário

Coriolano, Arthur e Wladimir foram presos na sétima fase da Operação Calvário, que investiga desvios de recursos públicos da saúde e educação do Estado da Paraíba. Além deles, O ex-governador Ricardo Coutinho, a prefeita de Conde, Márcia Lucena, Francisco Chagas Ferreira e David Clemente Correia também foram presos. Eles deixaram a cadeia no último sábado (21) após o ministro Napoleão Maia, do STJ, deferir o pedido de habeas corpus sem medidas cautelares. O benefício alcançou a ex-secretária Cláudia Veras, que não chegou a ser presa.

Claudia foi secretária de saúde durante o governo de Coutinho, Francisco é apontado como ‘laranja’ do ex-secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão da Paraíba, Waldson Souza, e David seria operador de uma das organizações envolvidas no esquema.

+ Empresário preso na 'Operação Calvário' é pai da atriz global Mayana Neiva

A deputada Estela Bezerra, também chegou a ser presa mas saiu da cadeia após o plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) revogar a prisão em votação. A deputada está tendo que cumprir algumas medidas cautelares.

Coriolano, Arthur e Wladimir recorreram ao STJ, mas a vice-presidente da corte, Maria Tereza, negou o pedido de soltura. Eles e outros investigados da Calvário se basearam na decisão do ministro Napoleão Maia, que determinou a liberdade do ex-governador.

Jogador Hulk diz que ofereceu à ex-mulher R$ 100 milhões e 40 imóveis após a separação

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado! 

Adicione nosso WhatsApp: (83) 9 9142-9330.