Paraíba, domingo, 17 de junho de 2018
22° C
Busca

Política

Política

Presidente eleito do Paraguai visita o Brasil

Temer e Benítez vão conversar sobre temas da agenda de integração bilateral e dos planos regional e internacional.

Por Redação Portal T5

00h00 - Atualizado 11/06/2018 às 09h23

O presidente eleito do Paraguai, Mario Abdo Benítez, se reúne nesta segunda-feira (11), às 11h45, em Brasília, com o presidente Michel Temer. A vinda ao Brasil é a primeira viagem internacional de Benítez depois de vencer as eleições de abril.

Temer e Benítez vão conversar sobre temas da agenda de integração bilateral e dos planos regional e internacional.

A visita de Benítez ao Brasil é de cortesia e não de Estado, uma vez que ele ainda não assumiu a presidência do país vizinho. Abdo toma posse no dia 15 de agosto para um mandato de cinco anos. As eleições no Paraguai ocorreram em 22 de abril, quando Mario Abdo obteve 46,49% dos votos, e o segundo colocado, Efraín Alegre, conquistou 42,73%. A diferença foi de pouco mais de 95 mil votos.

A polêmica mais recente envolvendo o Paraguai foi a inauguração da embaixada do país em Jerusalém. Sob o comando de Horacio Cartes, que deixa a presidência em breve, o país foi o terceiro a adotar a medida, depois dos Estados Unidos e da Guatemala.

Histórico

Empresário do ramo de marketing, Abdo foi alvo de críticas durante a campanha eleitoral por causa da relação do pai dele com a ditadura militar de Alfredo Stroessner. Mario Abdo, o pai do presidente eleito, foi secretário particular de Stroessner. Com Agência Brasil.

O presidente eleito chegou a afirmar que Stroessner fez muito pelo país, acrescentando que discorda das acusações de violação dos direitos humanos, tortura e perseguição cometidos durante o regime militar.

Stroessner cumpriu sete mandatos consecutivos como presidente do Paraguai. Chefe do Exército, ele foi apontado como responsável por vários crimes de violações de direitos humanos enquanto esteve no poder. Morreu em Brasília, em 2006.