Paraíba, sábado, 24 de agosto de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Operação Xeque-Mate

Prisão de empresário Roberto Santiago na PB vira um dos assuntos mais comentados do Twitter

Dono de uma rede de shoppings em João Pessoa foi detido pela PF na terceira fase da Operação Xeque-Mate

Por Vitor Feitosa

10h50 - Atualizado 22/03/2019 às 15h44

A prisão do empresário Roberto Santiago na manhã desta sexta-feira (22), em João Pessoa, repercutiu bastante na Paraíba e no Brasil, se tornando um dos assuntos mais comentados do Twitter e tema de um destaque “Moments” da rede social. Seu nome, inclusive, ficou nos trending topics nacionais.

Santiago foi detido em caráter preventivo pela Polícia Federal durante a terceira fase da Operação Xeque-Mate, que foi deflagrada pela primeira vez em abril do ano passado e investiga um organização criminosa que atuava no desvio de verbas públicas no município de Cabedelo, Grande João Pessoa. Agentes da PF ainda cumpriram mandados de busca e apreensão na residência do acusado.

Leia também:

Polícia Federal detalha prisão de Roberto Santiago em entrevista coletiva

Xeque-Mate: Polícia Federal realiza buscas em casa e escritório de Roberto Santiago

O empresário é um dos mais conhecidos da capital paraibana, inclusive por ser dono de uma rede de shoppings. Ele é apontado como o responsável pela compra do mandato do então prefeito Luceninha, que renunciou ao cargo em 2013 e permitiu que o, na época, vice-prefeito Leto Viana, assumisse o comando da cidade. Leto acabou preso pela operação em 2018, por ser considerado o chefe do grupo criminoso.

No Twitter, Roberto Santiago recebeu de alguns internautas o título de “Eike Batista da Paraíba”. A prisão também acabou virando piada na rede social em razão de uma entrevista do advogado do empresário, Marcos Pires, que em entrevista a imprensa durante amanhã, alegou que “não sabia o que estava acontecendo” e que “tinha hora no pilates”.