TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
policial civil aposentado

Caso Luiz Abrantes: mulher acusada de matar policial aposentado é condenada

A sessão iniciou às 9h e se estendeu até as 3h da madrugada desta quarta-feira (19).

Por Redação T5 Publicado em
Caso luiz abrantes pb
O crime aconteceu em junho de 2022 (Foto: Reprodução/ TV Tambaú)

O Tribunal do Júri no Fórum Criminal de João Pessoa proferiu o veredito sobre o Caso Luiz Abrantes na madrugada desta quarta (19). Gleissy Ranielly, acusada de assassinar seu marido, o policial civil aposentado Luiz Abrantes, foi condenada a 30 anos de prisão. A sessão, que iniciou às 9h, se estendeu até as 3h da madrugada desta quarta-feira (19).

Gleissy Ranielly confessou ser a autora do crime, ocorrido em 04 de junho de 2022, onde esfaqueou Luiz Abrantes, seu marido. Ela também foi acusada de planejar o crime como um falso latrocínio, ao contratar Francinaldo Alves para simular um assalto à residência.

Francinaldo, foi condenado por levar seu filho menor de idade para praticar o crime e irá responder por furto.

No desdobramento do julgamento, Adrielly Martins, prima de Gleissy e babá do filho do casal, foi absolvida de qualquer participação no crime. Débora, responsável por indicar Francinaldo a Gleissy, enfrentará um processo separado no tribunal do júri. O Ministério Público decidiu não recorrer das decisões dos jurados.



Relacionadas