TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
EM JOÃO PESSOA

Justiça mantém prisão de advogado flagrado agredindo mulher em elevador

Suspeito está no Presídio Especial Valentina de Figueiredo, em João Pessoa

Por Rinaldo Pedrosa Publicado em
Câmera de segurança de elevador flagrou a agressão em João Pessoa
Câmera de segurança de elevador flagrou a agressão em João Pessoa (Foto: Verinho Paparazzo/RTC)

A Justiça da Paraíba decidiu, nesta terça-feira (17), pela manutenção da prisão preventiva do advogado José César Cavalcanti Neto. O homem foi flagrado por uma câmera de segurança agredindo uma mulher, em um elevador de um prédio no bairro do Bessa, em João Pessoa.

A denúncia foi protocolada no dia 4 de outubro, pelo síndico do prédio em que teria acontecido o crime. Agora, o advogado está preso no Presídio Especial Valentina de Figueiredo, na capital paraibana.

“Desde ontem (16) investigamos a localização dele e agora pela manhã localizamos ele, no prédio onde mora, no bairro do Bessa. Entramos no prédio com a autorização, chegamos no apartamento dele e comunicamos que havia contra ele um mandado de prisão”, disse o investigador João Ramos Filho à TV Tambaú“Ele não se mostrou surpreso e não esboçou reação”, completou.

Veja o vídeo da agressão:

Denuncie

Se você sofre ou presenciou algum tipo de violência contra as mulheres, denuncie. Em caso de emergência, a mulher ou alguém que presencie alguma agressão, pode pedir ajuda por meio do telefone 190, da Polícia Militar.

Na Paraíba, as denúncias podem ser feitas também em qualquer uma das Delegacias da Mulher (Deam) espalhadas em todas as regiões, além do plantão 24 horas na Deam Sul de João Pessoa, que funciona na Central de Polícia.

Além desses locais, o denunciante poderá utilizar os telefones 197 (Polícia Civil), 190 (Polícia Militar, para chamado de urgência) ou o 180 (número nacional de denúncia contra violência doméstica). Outra opção é fazer um registro da denúncia através da delegacia online no endereço: www.delegaciaonline.pb.gov.br

Denúncias de violência contra mulheres também podem ser feitas pelo WhatsApp. Para isso, basta enviar uma mensagem para o número (61) 9610-0180 pelo aplicativo ou pelo link https://wa.me/556196100180?text=oi.

Leia também:


Relacionadas