quarta-feira, 05 de agosto de 2020
Busca

Portal T5

Polícia

Em ações distintas, polícia prende dois homens suspeitos de homicídios no interior da PB

Um dele foi capturado em Conceição, o outro foi preso em Princesa Isabel

Por Carlos Rocha

19h15 - Atualizado 08/07/2020 às 18h52
Foto: Arquivo / Verinho paparazzo / RTC

A Polícia Civil da Paraíba prendeu dois homens acusados de praticar homicídios no interior do estado em duas ações distintas. Um dele foi capturado em Conceição. Ele é suspeito de ter praticado homicídio na cidade de Ibiara. Outro foi preso em Princesa Isabel, suspeito de homicídio ocorrido na cidade de Manaíra.

No primeiro caso, através da Delegacia de Conceição, a Polícia Civil deu cumprimento, na manhã desta quarta-feira (8), a um mandado de prisão em desfavor de um homem de 69 anos, pelo crime de homicídio qualificado.

Segundo o delegado Carlos Seabra, da Delegacia Seccional em Itabaiana, o fato ocorreu no dia 14 de abril de 2020 na cidade de Ibiara/PB, tendo como vítima a pessoa de Leonildo Vieira, residente no mesmo município. “O suspeito foi conduzido à Cadeia Pública local onde ficará à disposição da justiça”, concluiu.

Já no segundo caso o suspeito foi preso em Princesa Isabel, também nesta quarta-feira (8). Ele é suspeito de ter sido o autor de um assassinato ocorrido na cidade de Manaíra no dia 13 de junho deste ano. Segundo o delegado Cristiano Jaques, a prisão se deu após investigações realizadas pela Polícia Civil de Princesa Isabel (16ªDRPC).

O crime chocou a cidade e aconteceu por volta das 21h00 do dia 13 de junho, nas proximidades do Samu de Manaíra, de forma brutal e com golpes de facão. A vítima foi Cícero Hélio Pereira Duarte.

“O acusado foi submetido a exame médico e encaminhado para a Cadeia Pública de Princesa Isabel. A prisão se deu em cumprimento a Mandado de Prisão Temporária expedido pela Comarca de Princesa Isabel”, disse o delegado Cristiano Jaques.

A população pode colaborar com a Polícia Civil fazendo qualquer tipo de denúncia ao disque-denúncia pelo número 197. A ligação é gratuita e o anonimato é garantido.