terça-feira, 22 de setembro de 2020
Busca

Portal T5

Polícia

Presidente da Fiep-PB é um dos alvos da operação da Polícia Federal

Mandados são cumpridos em endereços de Campina Grande e Queimadas, no Agreste, e João Pessoa.

Por Redação Portal T5

08h22 - Atualizado 02/07/2020 às 10h33
Buega gadelha operacao pf
Buega gadelha operacao pf Foto/Divulgação

Francisco Benevides Buega Gadelha, presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), é um dos alvos da Operação Cifrão, deflagrada pela Polícia Federal (PF) em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU)Ministério Público Federal e Gaeco.

Buega é um dos alvos dos 22 mandados de busca e apreensão expedidos. As ações são cumpridas em endereços de Campina Grande e Queimadas, no Agreste, e João Pessoa. Na capital, uma construtora localizada no bairro da Torre recebeu a 'visita' dos agentes. Já em Campina, o alvo é a sede da instituição. Em Queimadas, endereços ligados à prefeitura são investigados.

A operação apura a prática de crimes relacionados à aplicação e desvio de recursos das entidades que integram o Sistema “S” da Indústria. 96 policiais federais e 9 auditores da Controladoria-Geral da União estão empregados no trabalho.

De acordo com a PF, cerca de R$ 2 milhões foram desviados em apenas três contratos auditados pela instituição. O dinheiro teria sido usado em benefício de empresas, empresários e pessoas vinculadas ao sistema.

Respostas

Em nota, a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba informou que "tomou conhecimento na manhã desta quinta-feira (02), das investigações relacionando o Departamento Regional do SESI na Paraíba. Todos os documentos solicitados foram entregues à Controladoria Geral da União (CGU), Polícia Federal e Ministério Público, com o intuito de contribuir com as investigações e elucidação dos fatos".

Fotos: João Thiago / RTC

Histórico

Buega Gadelha chegou a ser preso em 19 de fevereiro do ano passado em razão da Operação Fantoche, deflagrada também pela Polícia Federal. À época, a instituição investigou um esquema de corrupção envolvendo um grupo de empresas que executava contratos por convênios com o Ministério do Turismo e entidades do Sistema S.

Leia também: Paraíba ultrapassa marca de 48 mil infectados e mil mortos pela Covid-19

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado! 

Adicione o WhatsApp do Portal T5: (83) 9 9142-9330.