domingo, 05 de abril de 2020
Busca

Portal T5

Polícia

Policial militar da PB relata que sofreu ataque homofóbico após usar fantasia em bloco

O agente teve fotos compartilhadas em aplicativo de conversa

Por Carlos Rocha

21h15 - Atualizado 19/02/2020 às 23h02
Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Prints de conversas em um aplicativo de compartilhamento de mensagens fizeram com que chegasse ao conhecimento do policial militar Elbo Guedes um fato desrespeitoso com sua imagem. Uma foto na qual o agente aparece fantasiado em um bloco de carnaval estava sendo compartilhada e usada de forma pejorativa.

O policial relatou nas redes sociais que foi vítima de homofobia. Elbo estava de folga e se fantasiou de dálmata para participar do bloco "Virgens de Tambaú", tradicional em João Pessoa. O bloco sugere que homens se vistam de mulher.

Viaturas da PM têm pneus furados em diferentes bairros de João Pessoa

A foto do policial fantasiado foi colocada ao lado de uma em que ele aparece fardado. A imagem viralizou nas redes sociais e gerou comentários homofóbicos. "Eles estavam querendo colocar aquilo como um exemplo de reprovação", relatou o jovem, que está na corporação há 7 anos.

Em um dos prints, a imagem aparece em um grupo de Whatsapp e membros comentam: "derrota é essa?". De acordo com Elbo, as pessoas se incomodaram com as imagens compartilhadas por fazerem parte de uma "sociedade machista e preconceituosa que acha que o gay não pode estar onde ele queira estar".

Grávida é morta a facadas na PB e vizinhos encontram bebê ao lado corpo

O jovem gravou um vídeo nas redes sociais no qual fez um desabafo. Ele diz as pessoas têm o direito de estar onde querem estar.

"Você não vai me reprimir, nós temos o direito de estar onde a gente quiser, onde a gente bem entender, quer você queira ou não. A gente vai estar em todos os lugares", disse em um vídeo nas redes sociais.

Leia também: Policial militar da PB relata que sofreu ataque homofóbico após usar fantasia em bloco

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado! 

Adicione o WhatsApp do Portal T5: (83) 9 9142-9330.