terça-feira, 18 de fevereiro de 2020
Busca

Portal T5

Polícia

Polícia Civil inicia campanha para coibir a importunação sexual durante o Folia de Rua

A campanha será realizada durante todo o período de folia

Por Carlos Rocha

19h58 - Atualizado 14/02/2020 às 05h52
Foto: Divulgação/Polícia Civil da Paraíba

Policiais civis participam nesta quinta-feira (13) do início das prévias carnavalescas em João Pessoa. Além de reforçar a segurança dos foliões, eles irão participar da campanha "Meu corpo não é sua folia", organizada por várias instituições que atuam no combate à violência contra mulher.  A concentração foi no Ponto de Cem Réis, no Centro.

A campanha será realizada durante todo o período de folia. Durante o desfile dos blocos carnavalescos, os policiais irão distribuir panfletos, leques e fitas, com informações sobre o crime de importunação sexual.

Segundo a delegada Maísa Felix , coordenadora das Delegacias de Atendimento à Mulher da Paraíba, a campanha tem o objetivo de combater o crime de importunação sexual praticada, principalmente, contra mulheres no período de carnaval.

 Além da Polícia Civil, outras instituições que compõem a Rede de Proteção à Mulher Vítima de Violência Doméstica (Reamcav) estarão  mobilizadas na campanha.

"Vamos realizar  trabalhos de divulgação e conscientização sobre esse crime .  As delegacias estarão prontas para atender as denúncias", afirmou a delegada.

Previsto no Artigo 215 do Código Penal Brasileiro, o crime de importunação sexual se configura em praticar qualquer ato libidinoso contra alguém sem sua autorização. Apalpar, beijar e tocar em partes íntimas da vítima são alguns exemplos de condutas que podem ser consideradas como delito.

O crime é inafiançável e a pena pode chegar até a cinco anos de reclusão, além de multa.