segunda-feira, 26 de outubro de 2020
Busca

Portal T5

Polícia

Mulher detida por injúria racial em João Pessoa tem problemas mentais, aponta laudo

O documento diz que ela tem transtorno bipolar, com sintomas maníacos e psicóticos

Por Carlos Rocha

13h45 - Atualizado 16/10/2020 às 13h55

Um laudo foi apresentado na Central de Polícia de João Pessoa apontando que a mulher detida por injúria racial, na última quarta-feira (14), em uma agência bancária da capital, sofre de transtornos mentais. O documento diz que ela tem transtorno bipolar, com sintomas maníacos e psicóticos. Esse laudo foi emitido em 2017.

De acordo com o delegado Marcelo Falcone, da Polícia Civil, a investigação vai transcender normalmente deve reunir depoimentos e juntar novas provas. Ele informou que, futuramente, na esfera judicial, o fato do laudo apontar um transtorno mental deve ser considerado no processo.

O caso

Uma mulher foi detida na manhã desta quarta-feira (14) após gritar ofensas racistas dentro de uma agência bancária em João Pessoa. O caso aconteceu no Banco do Brasil da Avenida Rui Carneiro, no bairro de Manaíra. A ação foi filmada e, mesmo assim, a mulher não titubeou nas declarações racistas.

"Sou a maior racista do Planeta. Eu odeio a raça negra", esbravejou a mulher para a câmera. Um homem que a acompanhava tentou acalmá-la, mas sem sucesso. A Polícia Militar foi acionada e mesmo diante dos agentes ela continuava com os gritos.

A mulher foi detida e encaminhada para a Central de Polícia de João Pessoa, no bairro do Geisel, onde foi instaurado um procedimento por injúria racial qualificada. Um advogado se apresentou e a mulher foi liberada mediante pagamento de fiança. Ela deve responder em liberdade.

Leia também:

Veja quem recebe o auxílio emergencial nesta sexta-feira (16)

Viagens de vereadores da PB custaram mais R$ 1 milhão em um ano

Dia D da Campanha de Multivacinação e Poliomielite acontece neste sábado (17)

Falta de água faz 148 municípios da PB entrarem em situação de emergência