segunda-feira, 20 de janeiro de 2020
Busca

Portal T5

Polícia

Suspeito de atirar e matar jovem em Jaguaribe se apresenta e é liberado

O caso aconteceu na noite do dia 8 deste mês e a vítima morreu após dar entrada no Hospital de Emergência e Trauma.

Por Redação Portal T5

12h04 - Atualizado 16/01/2020 às 06h55
Foto: Reprodução/Redes sociais

O homem suspeito de atirar em Luana Estefany se apresentou à polícia na manhã desta quarta-feira (15), em João Pessoa. O caso aconteceu na noite do dia 8 deste mês e a vítima morreu após dar entrada no Hospital de Emergência e Trauma.

De acordo com o delegado Ademir Fernandes, a conclusão é de que o tiro foi acidental. Ele acrescentou ainda que a pena para o homicídio culposo (quando não há intenção de matar) é de 1 a 3 anos de reclusão.

Conforme o delegado, o suspeito afirmou que não teve intenção de atirar e foi liberado após prestar depoimento.

Relembre o caso

Conforme a polícia, Luana estava com o suspeito e a namorada dele em um espetinho. "Sabemos que há uma relação de amizade entre eles, por isso, existe a suspeita de crime culposo, quando não há intenção de matar", declarou o delegado à época.

Luana também estava com o filho de 5 anos no momento em que tudo aconteceu. A tia de Luana, Eliane Oliveira, afirmou que a família conhece o casal que estava com a sobrinha na hora que ela foi baleada. "Todos nós queremos Justiça", disse.

O casal chegou a socorrê-la para o Hospital de Emergência e Trauma, mas ela não resistiu. O enterro do corpo de Luana aconteceu na quinta-feira (9), no cemitério Boa Sentença às 16h30.

Leia mais:

Paraíba pode ter surto de dengue em 2020, segundo Ministério da Saúde