Paraíba, sábado, 21 de setembro de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Polícia

Médico que atendia na PB é morto a tiros dentro de academia no RN

A dona da academia foi atingida e não resistiu aos ferimentos, a polícia investiga o crime

Por Carlos Rocha

13h33

A polícia procura os suspeitos de assassinarem o médico Cícero Carvalho na noite desta segunda-feira (9), na cidade de Jaçanã, no Rio Grande do Norte, divisa com a Paraíba. O crime aconteceu dentro de uma academia e deixou uma outra pessoa morta. O médico que se formou na Universidade Federal de Campina Grande e atualmente atendia em duas cidades da Paraíba, Cuité e Nova Floresta. O município de  Jaçanã fica a 150 km de Natal.

Pessoas que estavam no local disseram que os criminosos chegaram em um veículo modelo EcoSport e cor branca. Segundo as testemunha, foram quatro criminosos que invadiram a academia. Eles estavam encapuzados, com armas longas e pistolas. Eles subiram para o primeiro andar do prédio, onde estava o médico, e começaram a atirar várias vezes. A maior parte dos tiros atingiu o doutor, que tentou fugir pela varanda do prédio da academia e pulou para a farmácia. Já bastante ferido, o médico não resistiu aos ferimentos e morreu em cima do prédio.

O médico foi identificado como Cícero Edvaldo Nogueira de Carvalho, de 40 anos. Ele era cearense, morava em Jaçanã e foi morto com cerca de 9 tiros. Além dele, a dona da academia, Alexsandra da Silva Dantas, de 41 anos, foi atingida por um dos disparos e socorrida para o hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

O sargento Ronildo, que trabalha no Pelotão da Polícia Militar da cidade conta que conversou com médico minutos antes do crime.

"Eu tava aqui no ponto base aqui, nas mediações aqui da academia, e o doutor Cícero ia chegar lá e sempre para cumprimentar a gente. Era uma pessoa muito bom de boa, muito querida pela população", disse.

A vítima aparece em um vídeo minutos antes do crime. Ele estava em uma bicicleta ergométrica. Doutor Cícero, como era conhecido, frequentava o local quase que diariamente. A morte do médico é um mistério para família e a esposa não sabe o que motivou a morte brutal do marido.

O médico atendia pacientes de Jaçanã e Coronel Ezequiel, no Rio Grande do Norte e Cuité e Nova Floresta, na Paraíba. A tragédia deixou toda a cidade de luto.

"É o melhor da cidade, estamos todos triste né. Jaçanã tá de luto, uma pessoa tranquila", disse uma moradora.

A Polícia Militar fez buscas pelos bandidos, mas eles não foram encontrados. Em uma estrada de terra, que foi usada como rota de fuga, os assassinos tocaram fogo no carro, que tem placa de João Pessoa e é roubado. Para dificultar a chegada da polícia os criminosos jogaram grampos na estrada.

Um inquérito foi aberto e a Polícia Civil do Rio Grande do Norte vai investigar o crime. O médico Cícero Edvaldo deixa uma esposa e três filhas, a mais nova de 2 anos.