Paraíba, domingo, 21 de julho de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Polícia

Jovem sofre 23 perfurações no corpo após separação do esposo e fica em coma induzido no PR

Mãe da vítima pede por justiça

Por Redação Portal T5

19h24 - Atualizado 25/06/2019 às 19h37
Foto: Facebook / Reprodução

Uma mulher de 20 anos está em coma induzido no Hospital Universitário em Cascavel, no Paraná. De acordo com a mãe, o fato aconteceu porque a filha sofreu 23 perfurações pelo corpo, sendo as mais graves no intestino e nos pulmões.

A paciente jovem deu entrada na unidade na tarde desta segunda-feira (24). Conforme a Polícia Civil do Paraná, um inquérito aberto a fim de apurar o caso e testemunhas estão sendo ouvidas. A assessoria de imprensa da corporação informou que não vai divulgar mais detalhes para que a investigação não seja atrapalhada.

Segundo relato da mãe da vítima, a filha resolveu se separar do marido no último sábado, que foi o dia em que o filho do casal completou dois anos de idade.

Ela não soube o que ocorreu na casa deles nesta segunda-feira, mas disse que o então genro não tinha aceitado o término do relacionamento.

Bolsonaro revoga decreto de armas e publica novas regras

"Eles se separaram no sábado e não tive contato com ela depois. Minha filha tinha ido à casa de uma amiga. Não sei dizer o que aconteceu no dia das agressões, só sei que ele não aceitou o fim", relatou.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima foi socorrida com ferimentos graves causados por arma branca. A assessoria de imprensa informou a jovem continua internada.

A família suspeita do ex-marido da jovem. Ainda segundo a mãe, ele não foi visto depois da filha ser encontrada ferida.

"Nem a família dele sabe onde ele está, sumiu. A mãe dele também ficou apavorada. Nunca imaginei que isso pudesse acontecer. A gente não entende por que ele fez isso, não demonstrava ser violento. Minha filha é uma menina de quem todo mundo gosta, por onde ela passa faz amigos, mas o relacionamento não estava dando certo, eles viviam discutindo. Ele tinha ciúmes. E ela já não estava mais feliz, quis se separar", contou.

Conforme a mãe, a filha também teve o fígado e o baço perfurados, como também, cortes nas coxas, braços e abdômen.

"Ela agora está em coma induzido, amanhã vai passar por outra cirurgia. O estado dela é gravíssimo. Em primeiro lugar, eu espero que minha filha vença essa luta, porque está sendo uma guerra. E que a justiça seja feita", declarou.