Paraíba, quarta-feira, 16 de outubro de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Polícia

"Ninguém pode afirmar que foram os meus filhos", afirma Flordelis sobre morte do marido

Anderson Carmo foi morto no último domingo (16) e os filhos foram presos suspeitos de cometer o crime

Por Redação Portal T5

18h26
Foto: Binho Dutra/ Divulgação

A deputada federal Flordelis defendeu os filhos Lucas e Flávio durante entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (25), na Barra da Tijuca. Eles foram presos suspeitos de assassinar o pai, Anderson Carmo, no último domingo (16).

"Não sei quem são os responsáveis ainda. Ainda não tivemos resposta. Ninguém pode afirmar que foram os meus filhos. Eu quero que seja algo esclarecido o mais rápido possível", afirmou a deputada.

Bolsonaro revoga decreto de armas e publica novas regras

"É questão de confiar no andamento das coisas. Se for provado que foram os meus filhos, eu quero saber o porquê. Nós estávamos vivendo um momento de harmonia na nossa casa. Eu preciso da resposta, do motivo. Se foi um dos meus filhos, eu quero que ele seja punido. Porque eu não perdi um marido, perdi um parceiro, um amigo. Eu quero justiça", ressaltou.

Flordelis falou ainda sobre uma possível traição do esposo. "É quase impossível que o meu marido estivesse me traindo. Eu não acredito nessa hipótese. Nós tínhamos uma convivência de muita confiança. Nós éramos amigos, éramos parceiros", revelou.

"Não creio que Bolsonaro termine mandato", diz Ciro Gomes na Jovem Pan

"A mulher quando é traída, ela desconfia. Meu marido ia comigo pra Brasília, inclusive. Ele não ia só à Câmara, eu pedi ao Rodrigo Maia que autorizasse o meu marido dentro do plenário. Para que ele me deixasse mais segura. Fui atendida pelo Rodrigo Maia, agradeço de coração. O meu marido estava sempre presente. Nas viagens, nós sempre estávamos juntos", acrescentou.

Ela falou ainda sobre a parceria profissional e política entre os dois. "Ele articulava todas as coisas pra mim. Toda articulação foi ele. Foi bater de porta em porta, foi nas igrejas pedir apoio, orações. Todas as outras articulações, parcerias políticas, tudo isso foi feito por ele. Meu marido era uma pessoa muito importante na minha vida", afirmou.