quarta-feira, 21 de outubro de 2020
Busca

Portal T5

Polícia

Acusado de matar ator Rafael Miguel, de Chiquititas, tinha passagens pela polícia

A passagem por furto e roubo aconteceu na década de 90, já a por ameaça e lesão corporal foi registrada em 2005

Por Carlos Rocha

15h31
Foto: Reprodução/ Instagram

O homem acusado de assassinar a tiros o ator Rafael Miguel e seus pais na tarde deste domingo (9), tem passagens pela polícia por furto, roubo, ameaça e lesão corporal. A informação foi confirmada pela polícia de São Paulo à equipe do programa 'Fofocalizando', do SBT.

Além dessas passagens, vizinhos contaram à repórter Márcia Dantas, na manhã desta segunda-feira (10), que ele teria envolvimento em dois, um deles contra um policial, no entanto a polícia não confirmou as informações.

A passagem por furto e roubo, de acordo com a polícia, aconteceu na década de 90. Na época, o homem chegou a ser preso. Já a passagem por ameaça e lesão corporal foi registrada em 2005. Ele continua foragido.

Os corpos do ator Rafael Miguel, de 22 anos, e dos pais, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50, foram liberados do Instituto Médico Legal (IML), na região central de São Paulo, por volta das 11h da manhã.

Segundo post do Instagram de Isabela Tibcherani, de 18 anos, namorada de Rafael, o velório será realizado no Cemitério Campo Grande, às 13h30. O sepultamento está previsto para às 16h30.

O suspeito de cometer o crime ainda está foragido. Na manhã desta segunda-feira (10), o irmão dele compareceu à casa e conversou com a repórter Márcia Dantas, do SBT. Ele informou que um advogado deve se apresentar na delegacia representando o suspeito.