quarta-feira, 13 de novembro de 2019
Busca

Portal T5

Polícia

Câmera registrou momento em que mulher espanca criança, na Grande JP

Ela foi presa pela Polícia Civil nesta quarta-feira (5)

Por Carlos Rocha

17h26 - Atualizado 05/06/2019 às 17h47
Foto: Reprodução/ Instagram

Foi divulgado no final da tarde desta quarta-feira (5), um vídeo que mostra uma das agressões sofridas por uma criança de 10 anos, na cidade de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. A mulher que aparece nas imagens é prima da menina de 10 anos e mãe da criança de 2. Ela foi presa pela Polícia Civil nesta quarta, após ser flagrada por câmeras agredindo os menores.

Leia Mais: Mortes violentas disparam no Norte e Nordeste na contramão do país

A suspeita das agressões tem de 23 anos e foi presa em flagrante por equipes da Delegacia de Atendimento à Mulher de Santa Rita.

De acordo com a delegada Paula Monalisa Pinho, o caso foi denunciado pelo pai do bebê, que está em processo de separação de Marcela.

Leia Mais: Acusado de matar radialista é transferido para presídio em João Pessoa

“Ele saiu de casa há cerca de 15 dias e pediu o divórcio, mas as duas crianças ficaram com a suspeita. O marido instalou câmeras na casa e, por meio do celular, conseguiu captar imagens da mulher agredindo ferozmente as duas crianças, inclusive o bebê”, afirmou a delegada.

Leia Mais: Na Paraíba, criança de 7 anos morre afogada e mãe grava momento no celular

Ao tomar conhecimento das imagens e das denúncias, a delegada determinou que a equipe de investigação da delegacia saísse em diligências para localizar e prender Marcela. Ela foi trazida para a Delegacia e não negou a prática dos crimes. “Ela disse que esta muito abalada emocionalmente com o fim do casamento, mas isso não justifica a agressão praticada contra as crianças. Foi autuada em flagrante delito por crime de maus tratos na forma de agressões física e verbais”, declarou Paula Monalisa.

Leia Mais: Mulher é flagrada espancando bebê de dois anos na Grande João Pessoa

A presa foi submetida a exame de corpo de delito e encaminhada para a carceragem  da Central de Polícia, no bairro do Geisel, em João Pessoa. O caso foi denunciado também ao Conselho Tutelar, que está acompanhado as investigações.  As crianças ficarão sob a responsabilidade do marido de Marcela.