Paraíba, quinta-feira, 19 de setembro de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Polícia

Delegado fala sobre suposta ameaça de atentado em escola de Campina Grande

Prints que sugerem ataque para o fim desse mês se espalharam nas redes sociais

Por Carlos Rocha

19h22 - Atualizado 22/05/2019 às 19h47
Foto: Reprodução/ Wahstapp

Circula nas redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas prints de conversas que estão preocupando alunos e pais de uma cidade paraibana. Elas fazem referência a um suposto ataque a uma escola da cidade de Campina Grande. As capturas de tela seriam da 'deep web', uma parte da web que não é indexada pelos mecanismos de busca e fica oculta ao grande público.

No diálogo, o usuário cita um atentado em um estabelecimento de ensino que estaria sendo planejado para o próximo dia 29, na cidade. Orientações são solicitadas na conversa e o usuário, que se identifica como Sanctvs, dispara: "Nasci falho, mas partirei como um herói, levando a escória".

O trecho ainda revela que o suposto ataque seria semelhante ao que aconteceu na escola de Suzano, em março desse ano, em São Paulo. O usuário diz que estaria portando um revólver calibre 38 e uma machadinha. Vários gestores de escolas, tanto particulares como da rede pública de ensino, se pronunciaram sobre o assunto.

Alguns disseram que estão alertas e inclusive fizeram denúncias na central de polícia de Campina Grande, para averiguar toda a situação.

Delegado Pedro Ivo - Polícia Civil de Campina Grande
Delegado Pedro Ivo - Polícia Civil de Campina Grande Foto: Reprodução/ Facebook

O Delegado Pedro Ivo, que é um dos responsáveis pela central de polícia de Campina Grande, disse estar ciente sobre a situação falou sobre o assunto.

"A Polícia Civil recebeu informações através do disque-denúncia desses prints, de informações que correm na internet, na Dark web, que haveria a tentativa de grupo ou uma pessoa fazer um atentado. Não há nenhuma notícia concreta acerca disso aqui em Campina Grande, essa situação foi veiculada e não menciona o colégio que ocorreria esse fato, nem maiores detalhes", relatou.

O delegado revelou ainda que há um trabalho em conjunto com outras instituições para apurar as denúncias e a suposta ameaça.

"Interagimos com a Polícia Civil, Federal e Ministério da Justiça para verificar o que existe de concreto em relação a esse perfil. E estamos trabalhando em conjunto com o objetivo de detectar rapidamente e identificar esse perfil para saber se trata realmente  de algo concreto. Deve saber também se realmente tem alguma situação aqui em Campina Grande, na Paraíba, já que sabemos que existe uma cidade chamada Campina Grande do Sul, no Paraná. Quem tiver informações concretas acerca de alguma situação relacionada a esse tipo de ameaça, indique o fato através dos canais oficiais para que as instituições tomem conhecimento disso", disse.

O delegado orientou sobre como proceder caso receba alguma ameaça como essa.

"Quem passar por uma situação dessa natureza deve procurar a delegacia, registrar um B.O. para que imediatamente a polícia civil possa adotar as diligências necessárias. Sobre as publicações do suposto ataque, nada foi confirmado até o momento, é preciso que se tenha muita cautela na análise dessas informações, a polícia trabalha com dados e com fatos e ela investiga situações concretas, então estamos trabalhando, estamos verificando até que ponto procedem essas informações para, a partir de então, adotar as providências necessárias".

O delegado deixou claro que não se sabe se a informação é falsa (fake news) ou se é real. A cautela é necessária nessa situação, mas como ainda não existem indícios, não há motivos para pânico.