Paraíba, segunda-feira, 24 de junho de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Polícia

Atirador suspeito de matar taxista passou o dia consumindo bebida alcoólica, diz PM

A informação foi repassada pelo amigo que estava levando o suspeito para a casa, segundo a polícia

Por Carlos Rocha

19h28 - Atualizado 15/02/2019 às 19h41
Foto: Reprodução/ Whatsapp

De acordo com o Coronel Lívio Delgado, do Comando de Policiamento da Região Metropolitana (CPRM), o suspeito de ter atirado contra um taxista, após uma briga de trânsito, havia consumido bebida alcoólica durante todo o dia. A informação foi repassada pelo amigo que estava levando o suspeito para a casa.

"Segundo o amigo que trazia ele para a casa, ele teria passado todo o dia bebendo", disse em entrevista.

As negociações seguem e a polícia chegou a afirmar que o suspeito, que se apresentou como corretor de imóveis, apresentou habilidade no manuseio de armas.

"Ele continua armado dentro de casa. A informação é que ele teria outra arma, que ele faz clube de tiro, uma pessoa experiente no manuseio de armas", disse.

Leia Mais: Vídeo mostra negociação entre policiais e suspeito de matar taxista, em João Pessoa

Um vídeo, registrado por moradores, mostra o momento em que um suspeito de atirar contra um taxista, no final da tarde desta sexta-feira (15), negocia com policiais. De acordo com a polícia o crime foi motivado por uma briga de trânsito. O homem estava em de carona em um outro veículo e a demora em uma manobra fez com que uma discussão fosse iniciada. Após isso o suspeito desceu do carro, foi até o táxi e atirou.

A vítima foi identificada como Paulo Damião dos Santos, de 42 anos. Moradores da região registraram imagens, relataram ter ouvido o barulho de tiros e visto uma grande movimentação nas imediações, onde funciona um supermercado e uma igreja.

Leia Mais: Taxista é morto após suposta briga de trânsito, na Zona Norte de João Pessoa

O Caso

De acordo com o Coronel Lívio Delgado, Comando de Policiamento da Região Metropolitana (CPRM), um corretor de imóveis, teria sido o autor dos disparos. Ele fugiu e entrou em uma residência, por trás do supermercado. Ele entrou em negociação com policiais e solicitou o contato com a esposa, que é advogada, para poder se entregar.

A vítima alvejada foi socorrida em carro particular para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, em estado grave, mas morreu na unidade. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser acionado, mas a vítima foi socorrido por outro taxista.

Leia Mais: Atirador suspeito de matar taxista passou o dia consumindo bebida alcoólica, diz PM