terça-feira, 10 de dezembro de 2019
Busca

Portal T5

Polícia

Padastro de atirador em escola de MG é preso por fornecer arma a enteado

Dois adolescentes de 16 e 17 anos que impediram o atirador de entrar em uma das salas de aula foram atingidos por tiros

Por Carlos Rocha

14h33
Foto: Reprodução/ Facebook

O padrasto do adolescente que atirou em dois colegas na Escola Estadual Orlando Tavares, em Ponto de Marambaia, distrito do município de Caraí, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, foi preso. O motivo da prisão é que a arma utilizada no crime pertencia a ele.

O atentado e as prisões aconteceram nesta quinta-feira (7). O idoso de 80 anos vai responder pelos crimes de omissão de cautela, já que deixou a arma ao alcance do enteado e por posse ilegal, por não ter registro da garrucha.

"Ele (o padastro) nos disse que não sabia que o enteado tinha a intenção de cometer o crime e que o adolescente era muito tranquilo e não dava nenhum indício de que faria algo do tipo", relatou o tenente coronel Fábio Marinho, à frente da ocorrência.

O adolescente teria cometido o crime por motivações passionais já que duas alunas da escola não quiseram ter um relacionamento com ele.

Dois adolescentes de 16 e 17 anos que impediram o atirador de entrar em uma das salas de aula foram atingidos por tiros. A professora, presente nesta sala no momento da invasão, ficou em estado de choque e também precisou ser levada ao hospital.

O adolescente e o padastro foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Novo Cruzeiro onde o caso será investigado.