Paraíba, segunda-feira, 24 de junho de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Polícia

Homem é preso acusado de se passar por treinador de futebol e aliciar menores na PB

Jogadores fazem campanha contra assédio sexual no futebol.

Por Redação Portal T5

08h58 - Atualizado 23/02/2018 às 09h09

Um homem foi preso nessa quinta-feira (23), suspeito de estupro a adolescentes, em Campina Grande. O acusado teria usado documentos falsos de times de futebol para atrair jovens que sonham com a profissão.

De acordo com a polícia, o homem, de 43 anos, se apresentava como treinador e dizia ter uma empresa, de nome ‘Grupo Sandro Silva’, utilizando um CNPJ e documentos falsos. Em 2009, ele foi preso  por estupro de vulnerável contra quatro adolescentes.

A Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Infância e Juventude recebeu uma denúncia e voltou a investigar o suspeito.

O homem está detido na Central de Polícia de Campina Grande e será levado para audiência de custódia na manhã desta sexta-feira (23).

Campanha - Nesta semana, alguns jogadores de grandes clubes iniciaram uma campanha contra o abuso sexual no futebol. Os atletas, Diego Lugano, Rodrigo Caio, Giovanni (ex-Santos), Julio Cesar (goleiro do Red Bull Brasil), Leandrão (Boavista), Danilo Fernandes, Felipe (zagueiro do Porto), Souza (ex-Flamengo), Cicinho, Edu Dracena e Moisés, entre outros, gravaram vídeos e mensagens para chamar a atenção para o assunto.

“A ideia foi chamar jogadores de destaque, que são ouvidos pelo grande público e são formadores de opinião”, explicou Alexandre Montrimas, ex-goleiro e que já passou por situações delicadas em sua carreira.