Paraíba, quinta-feira, 19 de setembro de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Polícia

Polícia procura homem suspeito de furar olho de jumento, na PB

De acordo com o proprietário do animal, a agressão pode ter sido motivada por ciúmes.

Por Cristiano Sacramento

15h15 - Atualizado 17/12/2018 às 15h23
O animal se encontra na propriedade do dono, o agricultor José Arelho
O animal se encontra na propriedade do dono, o agricultor José Arelho Foto: Cláudia Gomes

Através de uma publicação no Facebook, a dona de casa Rosemary Carlos, de 46 anos, denunciou o caso de agressão a um jumento na Zona Rual da cidade de Queimadas, Agreste da Paraíba. No texto, ela aponta que o animal - que pertence ao tio do seu marido - teve um dos olhos furados por um homem e que a agressão teria sido motivada por ciúmes.

Em entrevista ao Portal T5, Rosemary detalhou o fato. Segundo ela, as informações foram repassadas pelo agricultor José Arelho, que mora na zona rural da cidade. “Ele me contou que o jumento saiu do sítio em que ele reside por um descuido. A porteira estava aberta. No retorno do animal, o jumento apareceu com um olho furado”, disse.

O caso teria acontecido na madrugada deste domingo (16). “Segundo José, isso aconteceu por volta das 5 horas da manhã. Um vizinho dele foi quem agrediu o animal por conta de ciúmes de uma jumenta. O animal estaria rondando a fêmea”, contou.

Dona Rosemary também informou que desde o registro do caso, o homem apontado como agressor sumiu do local onde mora.

Confira a publicação:

De acordo com José, “o jumento torou o arame e passou pelas porteiras. Ele [o vizinho] pegou o animal, colocou dentro da casa dele e agrediu até estourar os olhos do bichinho”, afirmou.

O agricultor revelou que o animal é “um ganha pão. É com ele que faço a minha vida”.

O fato foi registrado na Delegacia de Queimadas, e, segundo o delegado Iasley Almeida, maltratar animais é crime e o agressor “pode ser punido com até 1 ano de reclusão podendo ser agravada caso haja morte do animal”.

O caso segue sob investigação pela Polícia Civil. Ao Portal T5, o degelado esclareceu que “no passo que tomamos conhecimento da ocorrência, a equipe da delegacia foi direcionada para identificar o autor dos maus tratos”. "Nós já pegamos informações, já estivemos com o denunciante. Já pedimos intimação para ouvir o acusado". "Um Boletim de Ocorrência também foi registrado". 

Leia mais: Polícia apreende 200 kg de maconha em JP; droga seria vendida no Natal

+ Quadrilha explode unidade bancária no Sertão da Paraíba

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado!

Para sugerir pautas, entre em contato com a redação pelo número (83) 9.8684-1874 e 3015-3741.