TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
em João Pessoa

Presos funcionários que aproveitavam hora do almoço para furtar fios na PB

As informações foram dadas pelo delegado Braz Morroni

Por Carlos Rocha Publicado em
Presos funcionários que aproveitavam hora do almoço para furtar fios na PB
Funcionários de empresa de telefonia aproveitavam hora do almoço para furtar fios na PB (Foto: DCCPAT)

Na manhã desta segunda-feira (17), a Polícia Civil prendeu em flagrante, em João Pessoa, delito dois homens, um de 37 anos e outro de 47 anos, pela prática do crime de furto qualificado, caracterizado pela escalada e concurso de pessoas. Um dos suspeitos é ex-funcionário de uma empresa que prestava serviços para operadoras de telefonia, enquanto o outro ainda trabalhava nesse ramo. Eles praticavam os crimes no horário do almoço.

Os suspeitos atuavam juntos em toda capital paraibana, explorando as fiações e roubando os fios. A investigação foi conduzida pela Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (DCCPAT), sob a coordenação do delegado Braz Morroni. "Desde o início, começamos a receber essas ocorrências de furtos. A DCCPAT faz um trabalho tanto de retirar esses ladrões de cobre das ruas como também de pegar seus receptadores", explicou Morroni.

A equipe policial estava diligenciando há alguns dias e conseguiu localizar o endereço de um dos suspeitos. Na incursão à sua residência, foram encontrados parte do material furtado, ferramentas e uniformes usados nos crimes.

A investigação revelou que os suspeitos agiam uniformizados com capacetes e vestimentas fluorescentes, o que evitava levantar suspeitas. "Eles faziam isso no pleno horário do dia, aproveitando momentos de almoço e folga para subtrair os fios, aproveitando a expertise no serviço para escolher a fiação mais apropriada para a subtração", detalhou o delegado.

Os policiais também obtiveram vídeos em que os suspeitos utilizavam o veículo de um dos autuados para transportar o material furtado. "Baseado nas imagens captadas e nas informações colhidas, eles foram autuados em flagrante", informou Braz Morroni.

Nenhum dos suspeitos tinha histórico criminal anterior. A prisão dos dois homens foi resultado de um trabalho minucioso de investigação, que contou com a colaboração da comunidade e das empresas prejudicadas.

O delegado finalizou dizendo que a DCCPAT continua trabalhando para identificar outros possíveis envolvidos e receptadores dos fios roubados, buscando diminuir os prejuízos causados por esse tipo de crime.



Relacionadas