TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
Solução enganosa

É fake! Usar sal e cloro em ralos não combate dengue

Medida pode causar reações químicas indesejadas e, consequentemente, danos graves à saúde

Por Redação Publicado em
Água armazenada favorece proliferação do Aedes
Foto: Divulgação/Secom-JP (Foto: Divulgação/Secom-JP)

A Vigilância Sanitária de João Pessoa emitiu um alerta para disseminação de fake news relacionadas ao combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Um vídeo que circula nas redes sociais afirma que colocar sal e cloro em ralos ajuda a eliminar focos do mosquito. No entanto, segundo a Vigilância Sanitária, a informação é falsa.

"Essa medida, além de ser ineficiente no combate ao Aedes aegypti, ainda pode causar reações químicas indesejadas e, consequentemente, danos graves à saúde”, explica o gerente de Vigilância Sanitária de João Pessoa, Victor Viana.

A diretora de Vigilância em Saúde da SMS-JP, Renata Albuquerque, destaca que a melhor forma de prevenção da dengue é evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

“Temos de fazer a eliminação de água armazenada que pode se tornar um possível criadouro, a exemplo de vasos de plantas, lagões de água, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo em recipientes pequenos, como tampas de garrafa”, pontua.

Denúncias

A população pode denunciar possíveis focos do de dengue por diversos canais de atendimento: através do WhatsApp ‘Xô, Aedes’, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30, e aos sábados das 8h às 11h30; ou ainda por meio do número (83) 98825-0549.

A SMS-JP tem também o Disk Dengue, que atende no (83) 3213-7781 e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h30.



Relacionadas